quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Batman: Cavaleiro Branco #1 apresenta um Coringa curado de sua loucura


Todo fã de quadrinhos, ou até quem não é fã, sabe que o Batman e o Coringa sempre irão se enfrentar, já que um é o nêmesis do outro. Porém, quem de fato é o vilão ou o herói dessa história? Quem faz mais mal a Gotham? O Cavaleiro das Trevas, ou o Príncipe Palhaço do Crime? Esse é justamente o ponto principal da aclamada série escrita e desenhada por Sean Murphy, Batman: Cavaleiro Branco.

A minissérie em 8 edições, que foi lançada entre outubro de 2017 e maio de 2018 nos Estados Unidos, acabou de ser lançada no Brasil pela Panini Comics, e edição #1 já está nas bancas. Acreditem quando eu digo: vocês precisam comprar, ler e ter na estante esse quadrinho, pois, ele é simplesmente fantástico!

A primeira edição nos apresenta o começo dessa história, e algo inédito envolvendo o Coringa, o retorno de sua sanidade!

Foto: Mega Hero
Durante uma missão contra o Coringa, o Batman acaba passando dos limites e espanca excessivamente o vilão, enquanto Asa Noturna, Batgirl, e uma parte do Departamento de Polícia de Gotham apenas observam a cena horrorizados. É justamente nesse momento que o Coringa afirma que se ele fosse medicado, poderia recuperar sua sanidade e faria mais bem a cidade do que o próprio Batman. Em um ato completo de descontrole, o “herói” obriga o vilão a engolir medicados não testados, o que torna a situação toda ainda pior, e é nesse momento que uma figura misteriosa grava toda a cena e a vaza para a imprensa, que começa a questionar os métodos do Batman.

A edição vai mostrando o porquê do herói ter chegado a aquele ponto, e descobrimos que Alfred está morrendo, e que Bruce fará tudo a seu alcance para salvá-lo, isso inclui se aliar a um antigo vilão, o Senhor Frio. Enquanto isso, acompanhamos também o retorno da sanidade do Coringa, que agora prefere ser chamado pelo seu verdadeiro nome, Jack Napier. O interessante aqui é que o personagem se mostra completamente diferente de sua contraparte maligna, não só sua postura muda, como também é revelado que ele possui um alto nível de QI, o que faz com que Napier entre com um processo não só contra o Batman, como também contra a cidade de Gotham e o Departamento de Polícia, que não impediu na hora em que o herói o espancou e o forçou a tomar medicamentos não testados.

Napier está disposto a mostrar que o verdadeiro vilão de Gotham não era o Coringa, mas sim o Batman, que sempre destruiu a cidade e saiu impune disso. Que o Cavaleiro das Trevas é o verdadeiro culpado pela cidade ser do jeito que é.

A edição é marcada por várias frases emblemáticas, a maioria delas dita pelo Coringa/Jack Napier, porém, a que mais chama atenção é a última: “Eu amo Gotham, e é hora de pagar as dívidas feitas pelo Coringa. A cidade merece coisa melhor que o Coringa e melhor que o Cavaleiro das Trevas. Então eu serei seu Cavaleiro Branco.

Cena final da edição #1 - Foto: Reprodução da Internet
A frase é interessante por mostrar o oposto entre o Batman, que atua nas trevas, e Napier, que irá atuar usando a lei e os recursos legais. Murphy trabalha com vários “e se” na história, e é justamente essa nova perspectiva sobre a relação desses dois emblemáticos personagens que chama a atenção, pois, por mais que o Coringa seja um vilão, ainda sim é fácil simpatizar com ele. Mas o que acontece quando ele se cura se sua sanidade e começa a de fato fazer o bem e a mudar a forma como as coisas acontecem? Temos em Batman: Cavaleiro Branco, uma mudança de paradigmas em relação a esses dois personagens. Enquanto o Coringa deixa sua loucura, o Batman se aproxima cada vez mais dela.

Para os leitores que gostam de uma boa referência, Murphy colocou algumas durante toda a obra, e nessa primeira edição já temos algumas, porém, apenas aqueles que acompanham a história dos dois personagens ao longo dos anos vão notar.

A primeira delas é o nome real do Coringa, Jack Napier, que é o mesmo nome usando pelo Coringa de Jack Nicholson no Batman de Tim Burton de 1989. A segunda é o design do batmóvel é inspirado tanto no filme de 89 quanto na Trilogia do Cavaleiro das Trevas de Christopher Nolan.

Para finalizar, Batman: Cavaleiro Branco #1 é um ótimo começo para uma nova abordagem a respeito da história do Coringa e das consequências da luta do Batman em Gotham. Além de ser o quadrinho que todo fã da DC Comics precisa ter em sua estante!

Ficha Técnica
Título: Batman: Cavaleiro Branco #1
Editora: Panini Comics
Roteiro: Sean Murphy
Arte: Sean Murphy
Capa: Sean Murphy
Número de páginas: 28

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário