quarta-feira, 2 de março de 2016

20 anos de Pokémon, uma franquia que conquista gerações


Com a comemoração dos 20 anos de Pokémon, não poderíamos deixar de falar dos grandes jogos que serviram de base para toda uma franquia de animes, filmes, card games e inúmeros outros produtos que ajudaram a construir todo um universo.

Os monstrinhos de bolso começaram a atrair crianças do mundo inteiro em meio aos anos 90 e, desde então, vem cativando pessoas de todas as idades, com games interativos cada vez mais bem produzidos e atualizados. Acompanhando a evolução dos portáteis no passar dos anos, os RPGs originais e jogos derivados se desenvolveram de acordo, adaptando-se a novos gráficos e efeitos que intensificaram a experiência de ser um mestre Pokémon.

Mas não são apenas as transformações que a franquia sofreu em duas décadas que a faz uma das mais notórias de todos os tempos. Desde o seu nascimento, os games de Pokémon já apresentavam uma identidade própria que enfeitiçava os jovens que se deparavam com uma excitante jornada a sua frente. A possibilidade de capturar criaturas exóticas que poderiam se tornar tanto fantásticos instrumentos de batalha, quanto verdadeiros companheiros, definitivamente trouxe um diferencial para aqueles que tiveram suas primeiras experiências nesse mundo pixelizado.

Com as aventuras iniciadas no Game Boy e um crescente número de fãs, Pokémon logo virou uma sensação e chegou até o Brasil. Quem não lembra das várias horas "perdidas" em busca de pokémons raros e a chance de encontrar um shiny? E da superstição de que apertar "b + baixo" aumentava suas chances de captura ao usar uma Pokébola.

Ou até mesmo, para aqueles que quisessem estender suas aventuras no jogo, saber que era melhor comprar uma pilha duracell, pois as "amarelinhas" da concorrente podiam nem mesmo durar o suficiente para que a batalha com um líder de ginásio terminasse. Ainda, dos sofridos momentos para enxergar a tela do Game Boy quando escurecia, inclusive dentro carro, quando esperávamos um poste de luz para continuar a jogar.

O ponto é que Pokémon conquistou gerações e ainda atrai quantidades crescentes de fãs. Para honrar os 20 anos da franquia e todos os bons momentos na jornada para se tornar um mestre pokémon, falamos um pouco sobre os RPGs originais (considerados os games principais), os jogos portáteis que introduziram e desenvolveram cada geração dos pokémons.

Pokémon Red & Pokémon Green (1996) / Pokémon Blue (1997)
Pokémon Green na sua versão original japonesa / Pokémon Blue / Pókemon Red

Pokémon Red e Green, os games originais de Pokémon, tiveram seu lançamento em 1996, no Japão, para Game Boy possuindo principalmente os elementos de estratégia típicos dos RPGs. Com o sucesso das primeiras edições, a versão Blue foi adicionada em 1997.

Abrindo a primeira geração, Red / Blue / Green introduziram as 151 espécies originais de pokémons (mais o mítico MissingNO, um pokémon "glitch" que só poderia ser capturado em circunstâncias específicas), além de conceitos base para começar a jornada pokémon. Começando a viagem na região de Kanto, jogadores do mundo inteiro puderam ter seu contato inicial com os pokémons e aproveitar enquanto 151 parecia um número muito grande para se preocupar.

Pokémon Yellow (1998)
Pokémon Yellow

Pokémon Yellow foi um dos jogos mais marcantes da franquia. Seguindo na cola do anime, a nova versão que ainda usava a base de Red / Blue / Green trazia personagens da animação, com destaque para a Equipe Rocket e o Mewoth, além do visual de todos os Pokémons redesenhados e coloridos. Ao invés de usar apenas uma paleta de cores como as versões anteriores, Yellow tinha uma cor diferente para cada cenário e isso era bem interessante.

A grande novidade da edição foi a possibilidade de começar com o Pikachu que não ficava dentro da Pokébola e acompanhava o treinador durante todo o jogo. O game é tão fiel ao desenho que não se pode usar a pedra do raio para evoluir o Pikachu para Raichu.

Pokémon Gold & Pokémon Silver (1999) / Pokémon Crystal (2000)
Pokémon Gold / Pokémon Silver / Pokémon Crystal

A segunda geração de pokémons foi introduzida com Gold e Silver, que posteriormente ganharam um remake aperfeiçoado, a versão Crystal. 100 novos pokémons foram adicionados e, em adição aos 15 tipos originais de pokémons, mais dois tipos foram postos para uso. O importante sistema de breeding tem seu nascimento aqui e a franquia ganhou o primeiro sistema de dia-noite, que influenciava eventos dentro dos jogos.

Gold / Silver / Crystal tem merecido respeito, pois o jogos começam em uma nova região, Johto, mas, após derrotar a Liga Pokémon, o treinador ganhava acesso à conhecida região Kanto dos primeiros jogos, dando a oportunidade de capturar ainda mais pokémons e batalhar com mais líderes de ginásio. Isso aumentou e muito as horas de jogo e possibilitou aos fãs aproveitar ainda mais o mundo dos pokémons.

Pokémon Ruby & Pokémon Sapphire (2002) / Pokémon Emerald (2004)
Pokémon Ruby / Pokémon Sapphire / Pokémon Emerald

Com Ruby e Sapphire, Pokémon subiu para um outro nível, introduzindo 135 novas espécies em uma região inteiramente nova, Hoenn. Avançando do Game Boy Collor para o Advanced, Ruby e Sapphire, seguidos por Emerald, ganharam um sistema novo que possuia ambientes mais detalhados, deu naturezas aos pokémons, adicionou o mini-jogo Pokémon Contest e introduziu um novo sistema de batalhas de 2 contra 2.

Ainda que tenha deixado de usar o sistema dia-noite, a terceira geração foi um grande marco para a franquia, que também se solidificou com os remakes de Red e Green, Pokémon FireRed e LeafGreen, adaptando os games originais à terceira geração.

Pokémon Diamond & Pokémon Pearl (2006) / Pokémon Platinum (2008)
Pokémon Pearl / Pokémon Diamond / Pokémon Platinum

Marcando a estreia dos RPGs principais ao Nintendo DS, Pokémon Diamond e Pearl mantém a tradição de seus predecessores, dessa vez criando a região de Sinnoh e adicionando mais 107 pokémons. Juntamente à versão Platinum, são os primeiros games da linha principal a introduzir gráficos 3D e um sistema de trocas online por Wi-Fi.

Em 2009, a segunda geração ganhou dois ramakes nos moldes da quarta com Pokémon HeartGold e SoulSilver. A importância dos jogos dessa geração, foi o passo dado em direção a um sistema mais integrado, que possibilita uma jogabilidade mais fluida e agradável.

Pokémon Black & White (2010) / Pokémon Black 2 & White 2 (2012)
Pokémon White / Pokémon Black / Pokémon White 2 / Pokémon Black 2

Pokémon Black e Pokémon White levam os aspirantes a mestre pokémon à região de Unova, dessa vez introduzindo 156 novos pokémons, mais do que qualquer outro jogo da franquia. Com novos modos de batalha e mais opções de jogabilidade com Wi-Fi, a quinta geração de pokémons possuiu um alinhamento completamente original, agora possuindo até os primeiros pokémons a sofrerem efeitos das estaçãos do ano. Um dos pontos memoráveis dessa geração, foi inserir a habilidade de não gastar um TM após utilizá-lo em um pokémon, o que certamente ajudou bastante os treinadores.

Servindo como continuações diretas das versões anteriores, Pokémon Black 2 e White 2 levam os jogadores à região de Unova 2 anos depois com novos treinadores, batalhas e experiências. Os jogos introduziram o "Pokémon World Tournament", onde era possível enfrentar campeões e líderes de ginásio de outras regiões.

Pokémon X & Pokémon Y (2013)
Pokémon X / Pokémon Y

Levando a série de jogos principais ao Nintendo 3DS, Pokémon X e Pokémon Y trouxeram novos conceitos para a franquia, eliminando algumas frustrações de gameplay para criar uma experiência mais agradável. Os games possuem histórias bem escritas e gráficos melhorados que deixam a jogabilidade mais fluida, abrindo espaço para conquistar novos fãs, assim como para agradar os antigos.

Na região de Kalos, mais 70 pokémons são adicionados, além das funções Super Training, Pokémon Amie e a Mega Evolução. Apesar de não ter grandes desenvolvimentos em relação aos jogos anteriores X / Y impressionam pelos visuais e dão um grande passo para a franquia.

Pokémon Omega Ruby & Pokémon Alpha Sapphire (2014)
Pokémon Omega Ruby / Pokémon Alpha Sapphire

Ainda na sexta geração, Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire trazem uma revisão de Pokémon Ruby e Pokémon Sapphire. Mais do que um retorno à terceira geração, as novas versões podem ser consideradas como games quase que inteiramente novos. Mesmo que a base seja a mesma, Omega Ruby / Alpha Sapphire trazem novos conceitos para os pokémons Groudon e Kyogre, além de introduzir novas mega evoluções que não existiam em X / Y.

Ambos pegam o melhor dos games anteriores e criam uma experiência nova, também permitindo aos jogadores obter todos os pokémons das versões anteriores (com a ajuda do sistema de trocas). Omega Ruby / Alpha Sapphire fazem bom uso do sistema dia-noite, acrescentando inúmeros eventos in-game e deixando a jogabilidade ainda mais natural. Mesmo não trazendo pokémons novos em seu lançamento, as edições tiveram a adição do pokémon Hoopa, mais tarde, totalizando 721 pokémons.

Pokémon Sun & Pokémon Moon (2016)
Pokémon Sun / Pokémon Moon

Anunciados em 26 de Fevereiro desse ano, Pokémon Sun e Pokémon Moon serão os novos games da franquia, trazendo a sétima geração de pokémons ainda em 2016. Os jogos serão compatíveis com os outros títulos do Nintendo 3DS, assim como com os relançamentos de Pokemon Red, Blue e Yellow.

Jogos Derivados

Enquanto Pokémon teve como principal destaque os RPGs originais, a franquia também foi marcada por inúmeros outros jogos que ajudaram a construir a importância da marca.

Chegando ao Nintendo 64, Pokémon Stadium colocava pokémons em batalhas de 3 contra 3, onde o jogador deveria vencer para avançar no torneio. A versão original contava com apenas 42 pokémons para batalha, mas, ainda assim, fez bastante sucesso entre os fãs, que puderam ver seus companheiros pokémon fora da tela do Game Boy.

Usando principalmente elementos visuais dos originais, Pokémon Pinball foi lançado em 1999 para Game Boy Collor, onde o jogador deveria ganhar pontos, como qualquer jogo de pinball, enquanto preenchia seu Pokédex capturando os 151 pokémons originais.

Em 2005, Pokémon Mystery Dungeon teve sua estreia para o Nintendo DS e o Game Boy Advanced. Nele, o jogador começa como um humano que foi transformado em um pokémon, devendo atravessar por várias dungeons acompanhado de seus companheiros enquanto completa missões. O game pode não ter feito tanto sucesso, mas ainda assim ganhou várias continuações.

Dentro do mundo dos portáteis e consoles, Pokémon ainda teve uma série de títulos, mas Pokémon Rumble (WiiWare), Pokémon Ranger (Nintendo DS) e Pokémon Colosseum (GameCube) foram outros games que tiveram destaque por suas particularidades.
Jogos derivados como Pokémon Rumble / Pokémon Colosseum / Pokémon Mystery Dungeon / Pokémon Ranger / Pokémon Pinball / Pokémon Stadium também cativaram os fãs.

A franquia também chegou a outros jogos, com a aparição de pokémons nos games Super Smash Bros., assim como referências em outros títulos da Nintendo.

Fora dos consoles, Pokémon também fez sucesso com seu Trading Card Game, um jogo de cartas colecionáveis baseado na série de games. Pokémon TGC possui vários elementos diferentes dos jogos originais, mas ainda assim fez (e ainda faz) muito sucesso ao redor do mundo, levando muitas crianças a guardarem seu dinheiro do lanche para depois gastá-lo em booster packs de Pokémon.

Com um universo de produtos e milhões de fãs, a franquia Pokémon se tornou tão grande que alcança, hoje, públicos de todas as faixas, conquistando cada vez mais curiosos, tendo como projeto, ainda para 2016, o lançamento de Pokémon Go para Android e iOS. O app/game permitirá aos jogadores capturarem, batalharem, treinarem e trocarem seus pokémons virtuais que aparecem por todo o mundo.
Após 20 anos, Pokémon se tornou um ícone e uma ferramenta para unir pessoas.

Enquanto Pokémon Go e Pokémon Sun / Moon não ganham seus lançamentos oficiais, resta especular o que os novos títulos de Pokémon guardam para os fãs e por que não pegar um título antigo e aproveitar para ser novamente um mestre pokémon enquanto isso?

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário