segunda-feira, 17 de junho de 2013

Cosplay #38 | Quem pode fazer cosplay? (Entrevista)


Disney crossplay com Richard Schaefer

Por Ana Luíza

Olá galera! Espero que vocês estejam todos bem e preparados para mais uma coluna cosplay do Mega Hero! Fiquei contente de ver que vocês curtiram a matéria da semana passada sobre cosplay na Terceira idade e do bate papo com a cosplayer Rosa María! Eu ainda estou encantada com o trabalho e com a simpatia dela!

Falando em encanto, essa semana eu consegui uma entrevista com uma das pessoas mais fofas que já conheci! Gostou dessa princesa na foto de capa? Pois é, o Richard Schaefer é um cosplayer e crossplayer norte-americano que vem ganhando destaque pelo seu lindo trabalho de se transformar em príncipes e princesas da Disney.

Aproveitando que essa entrevista e situação causam um pouco de estranhamento para certas pessoas, resolvi abordar nessa matéria uma questão que gera muitas discussões entre cosplayers e otakus: Afinal, quem pode fazer cosplay?


Foto 01. Crosplay de Princesa Ariel e cosplay de Príncipe Eric

Usando o Richard como exemplo, falarei um pouco sobre preconceito no universo cosplay com ênfase no crossplay. Apesar de já ter escrito uma matéria sobre crossplay, desta vez não irei abordar o tema como fiz na primeira matéria, que o tratei de maneira geral, irei falar sobre um lado do crossplay que quase ninguém aborda, por isso, se você não sabe o que é crossplay leia a matéria que escrevi sobre antes de começar!

Eu conheci o trabalho do Richard no tumblr enquanto visitava um dos meus blogs favoritos me deparei com um set de fotos, na direita, fotos de uma cosplayer vestida de várias princesas; na esquerda, fotos de um cosplayer vestido como os respectivos príncipes de cada princesa, pelo menos foi isso que eu pensei e como eu adoro cosplays da Disney fiquei encantada com as fantasias, mas só depois de examinar várias vezes percebi que não eram dois cosplayers que formavam aquele set de fotos e sim um único cosplayer, homem.


Foto 02. Richard com seu cosplay de Aladdin

Assim que a informação assentou na minha cabeça, examinei as fotos mais uma vez e percebi o detalhamento e o cuidado de cada fantasia, fiquei eufórica e talvez tenha sido um pouco preconceituosa ao pensar: “Como assim um menino se preocupando tanto com detalhes e fazendo essas fotos tão lindas?” Depois de passado esses primeiros pensamentos automáticos, saí para encontrar um meio de conversar com esse menino, pois eu já estava completamente apaixonada pelo seu trabalho e queria que mais pessoas conhecessem!

Graças ao Facebook eu consegui encontrá-lo e fiz uma pequena entrevista com ele sobre o seu lindo trabalho. Confiram abaixo:

Mega Hero: Quando você começou a fazer cosplay?
When did you start cosplaying?

Richard: Eu comecei há 4 anos atrás!
I started cosplaying about, 4 years ago!


Foto 03. Crosplay de Princesa Aurora e cosplay de Príncipe Filipe

Mega Hero: Quando decidiu fazer crossplay pela primeira vez?
When did you decide to crossplay for the first time?

Richard: Eu comecei a fazer crossplay mais ou menos há 3 meses, pois estava entediado. A Ariel foi o meu primeiro personagem e eu sinto que ela combinou perfeitamente comigo desde o início.
I started cross-playing around 3 months ago out of complete boredom. Ariel was my first character to cross-play, and I felt like she suited me ever since.

Mega Hero: Qual o significado do cosplay para você? Como isso influenciou a sua vida?
What's the meaning of cosplay to you? How did it influenced your life?

Richard: O significado do cosplay para mim é ser alguém que eu não sou quase que ganhando uma autoconfiança por me transformar neles.
The meaning of cosplay to me is being someone you are not, and almost gaining a sort of, self confidence, through becoming them.



Foto 04. Crossplay de Princesa Merida e cosplay dos seus três irmãos.

Mega Hero: Como a sua família lida com o fato de você fazer crossplays de princesas?
How your family deal with the fact that you crossplay as princesses?

Richard: Eles não se importam de jeito nenhum. Eu sempre fui conhecido por querer ser uma princesa, então não foi nenhuma surpresa.
They don't mind at all. I was always known for wanting to be a princess, so it came as no surprise.

Mega Hero: Como é a aceitação dos seus amigos?
How is the acceptance of your friends?

Richard: Eles acham muito legal. Eles já se acostumaram tanto com a ideia que acham normal e menos incomum.
They think it’s pretty cool. They have become so used to the concept that they almost find it normal, and less unusual.


Foto 05. Crossplay de Bela e Cosplay de Fera

Mega Hero: Você já sofreu bulling por causa do seu hobby?
Did you get bullied because of your hobby?

Richard: Não tanto quanto as pessoas pensariam. Eu me sinto muito confortável comigo mesmo e sinto como se tivesse ganhado certo respeito por quem eu sou e o que eu faço.
Not as much as people would think. I am very comfortable with myself, and I feel as if I almost gain a sort of respect because of who I am and what I do.


Foto 06. Cosplay de Peter Pan

Mega Hero: O que você faz é a coisa mais incrível que já vi! Como surgiu essa ideia?
I think that what you do is the most amazing thing ever! How did you came up with the idea?

Richard: Muito obrigado! Bem, eu fiquei entediado um dia e comecei a experimentar. Postei algumas fotos no tumblr e as pessoas pareceram gostar muito e pediram mais! Fiquei chocado com o resultado.
Thank you very much! Well, I got bored one day and started experimenting. I posted the few pictures to tumblr, and people really seemed to like it and wanted more! I was shocked at the outcome.


Foto 07. Crossplay de Cinderela e Cosplay do Príncipe Encantado

Mega Hero: Porque você acha que é tão fácil para uma garota fazer crossplay e não tão fácil para um homem fazer o mesmo?
Why do you think is so easy for a girl to crossplay as a man and not so easy to do the opposite?

Richard: Como mulher você é mais versátil quando se trata do que pode ser feito no seu rosto! Por exemplo, se você é uma menina querendo parecer masculina, você pode simplesmente abaixar as suas sobrancelhas e adicionar barba por fazer etc.. É quase como uma tela em branco! Mas quando se trata de garotos fazendo cosplay como meninas é muito mais difícil. Naturalmente a sua sobrancelha são maiores, por isso é preciso disfarçar ou apagá-las completamente para desenhar sobrancelhas novas. Também tem a questão da falta de seios, mas você entendeu o que eu quis dizer! É muito trabalho, mas vale a pena no final!
As a women, you are somewhat more versatile when it comes to what you can do with your face! For example, If you are a girl wanting to look masculine, you can simply lower your eyebrows, and even add stubble etc. Almost like a blank canvas. But when it comes to guys cosplaying as girls it is much more difficult. Naturally our brow bones are lower, therefore you have to conceal your eyebrow completely and draw on new ones. Also there is a lack of cleavage, but you get the idea! It’s a lot of work, but it’s worth it in the end!



Foto 08. Crossplay de Tiana e Cosplay de Príncipe Naveen

Mega Hero: O que você tem a dizer para encorajar os meninos a fazer crossplay?
What would you say to encourage guys into crossplaying?

Richard: Tudo que eu posso dizer é aceite quem você é e não deixe ninguém dizer quem você poderia ser. Fazer cosplay é ser alguém que você não é. E hey, se isso significa ser o oposto do seu gênero, isso te faz ainda mais ousado!
All I can say is embrace who you are and let no one tell you who to be. Cosplay is about being someone you aren't. And hey, if it means being the opposite gender, that gives you even more of an edge!



Foto 09. Crossplay de Sally do filme do Tim Burton O Estranho Mundo de Jack

Mega Hero: Você poderia mandar uma mensagem para os cosplayers brasileiros?
Please send a message to all the cosplayers here in Brazil!

Richard: Hey amigos de cosplay do Brasil! Vocês têm uns dos melhores cosplayers que já vi e espero poder visitá-los algum dia! Abraços da America!
Hey Cosplay friends in Brazil! You are some of the best cosplayers I have seen and hope to visit someday! Hugs from America!

Eu não sei vocês, mas eu o achei uma graça! Também, uma pessoa que faz cosplay de princesa da Disney não poderia ser diferente! Além de tudo isso que ele falou sobre fazer o crossplay e de ter coragem de ser e fazer o que gosta, ele também produz as próprias fantasias, ou seja, ele ainda é um cosmaker!


Foto 10. Crossplay de Branca de Neve e cosplay de Príncipe Encantado

Então vamos lá, ele faz seus próprios cosplays, compra suas perucas e acessórios para serem estilizados, faz uma maquiagem incrível, tem uma grande variedade de personagem e é super expressivo nas fotos. E tem gente que ainda julga o trabalho dele?

A nossa sociedade tende, muitas vezes, a ser muito mais severa com as atitudes e escolhas dos homens, pois, se me recordo, muitas pessoas adoraram a ideia de uma mulher fazendo um crossplay, mas não acharam tão bacana quando o contrário foi exemplificado na minha primeira matéria.


Foto 11. Richard com seu cosplay de Flynn Rider

Temos que lembrar que assim como existem cosplayers femininas que fazem bons trabalhos com crossplay, outras não fazem. Não que dizer que só porque é uma menina se veste de menino a fantasia ou o conjunto vai ficar bom. Cada caso é um caso, cada pessoa tem habilidades específicas e às vezes um menino vai ficar mais bem vestido de menina! No caso do Richard ele fica bem vestido dos dois!

O que eu quero dizer é que eu não acredito que só mulheres possam fazer um bom crossplay, e os homens ficarem somente com a parte da bagunça e cospobres de personagens femininas. Acredito que os homens que se sentirem confortáveis e quiserem fazer um crossplay devem fazê-lo sem medo, pois que é realmente fã de cosplay e tem uma boa cabeça, uma mente aberta e sem preconceitos, saberá apreciar um trabalho feito com tanto carinho.


Não vou nem entrar na questão da sexualidade, pois estou argumentando que se mulheres podem fazer crossplay sem terem suas sexualidades julgadas, porque deveriam os homens?


Foto 12. Crossplay de Princesa Jasmine e cosplay de Aladdin

Lembrem-se sempre que é bem mais difícil um homem fazer um crossplay fiel de uma personagem feminina, do que uma mulher fazer de um personagem masculino por diversos fatores. Sabemos que muitos dos personagens masculinos, principalmente de animes e mangás, tem traços extremamente femininos e, por isso, as mulheres levam vantagens por terem feições mais delicadas e acabam ficando melhores como crossplayers do que um próprio homem fazendo.

Mas não é por este motivo que não existam homens com feições delicadas que possam reproduzir estes personagens ou até fazer o seu crossplay de personagem feminino. O importante é respeitar as escolhas de cada um e saber apreciar o trabalho do outro.


Foto 13. Crossplay de Rapunzel e cosplay de Flynn Rider

Espero que eu tenha conseguido passar uma mensagem com esse post e com a entrevista, de que não importa o seu gênero cosplay é diversão, é satisfação pessoal de cada um, portanto vamos abrir os olhos e respeitar os cosplayers, todos os cosplayers! E isso vale também para pessoas de todo tipo físico que resolvem fazer cosplay! Sejam eles meninas vestidas de seu super-herói favorito ou meninos que se vestem de princesas.


Foto 14. Até versão da Hipster Ariel rolou!

Não se esqueçam de curtir a página do Mega Hero no Facebook e seguir o nosso twitter @MegaHeroOficial!

Para maiores informações sobre a coluna cosplay, sugestões, novidades ou se quiserem bater um papo sobre cosplay é só me mandar um tweet @marshmalloworld ou curtir a minha página Ana Luiza Cosplay no Facebook e tirar qualquer dúvida por lá!

Até semana que vem!

Let’s cosplay!

Você também pode gostar