quinta-feira, 26 de abril de 2018

Vingadores: Guerra Infinita é a verdadeira jornada de Thanos para acabar com o Universo da Marvel


O que a Marvel alcançou nos cinemas é, sem dúvidas, um marco para o mundo dos quadrinhos. Após 10 anos de construção de histórias e personagens, Vingadores: Guerra Infinita (Avengers: Infinity War) culmina em um arco que se iniciou em 2008 com Homem de Ferro unindo os conhecidos heróis contra o avanço de Thanos para obter as seis Joias do Infinito.

Seguindo os eventos de Thor: Ragnarok, Thanos finalmente faz seu movimento para adquirir todas a Joias do Infinito e reescrever a realidade da maneira que idealiza. Com o paradeiro de algumas joias ainda sendo desconhecido e com duas delas se encontrando na Terra, o titã fará o necessário e eliminará qualquer ameaça em seu caminho e, para isso, precisará enfrentar os Vingadores e outros heróis da Terra, além dos Guardiões da Galáxia usando o seu massivo exército e força descomunal.

Apesar de ser intitulado como "Vingadores", o longa é realmente centrado em Thanos. Tendo como base um passado marcado por perda e dor, Thanos acredita que a única solução para evitar que toda a vida no universo seja extinta é acabar com metade de todos os seres vivos e se alcançar um balanço. Para isso, precisa reunir as Joias do Infinito, cada uma com seu aspecto único: Tempo, Mente, Espaço, Realidade, Poder e Alma, e trazer esse equilíbrio com as próprias mãos.

O interessante é que Thanos, com suas convicções plenas, se torna em muito mais do que um vilão, pois ainda que suas ações sejam antagônicas à vontade dos heróis, ele tem um objetivo de certa maneira nobre, que é proteger o universo. O problema é a maneira pela qual ele busca alcançar esse objetivo, mas ainda assim ele sofre com as perdas que precisa passar no caminho, se mostrando um personagem extremamente multidimensional e interessante, certamente se destacando como um dos antagonistas mais bem explorados do Universo Cinematográfico da Marvel.

Thanos utiliza muito bem os poderes das joias do infinito, dando poucas chances para os heróis - Foto: Reprodução Internet.

E não são apenas essas múltiplas camadas que chamam atenção para o titã. Thanos é extremamente poderoso, mesmo sem as joias, passando por quaisquer obstáculos que entram em seu caminho sem grandes dificuldades. Com as joias, ele fica ainda mais monstruoso e produz incríveis momentos de ação utilizando bem as diferentes características de cada joia a medida que as coleta.

De um outro lado, a trama também acompanha a luta dos heróis para tentar impedir que Thanos complete seu plano. No lado da Terra, Doutor Estranho precisa guardar a joia do Tempo, que está sob sua proteção e Visão precisa proteger a joia da Mente que está ligada a sua própria vida.

Nesse aspecto o filme toma basicamente duas frentes, de um lado os Vingadores pedem ajuda a Wakanda para salvar Visão e impedir que as forças de Thanos capturem a joia da Mente e de outro, o Doutor Estranho conta com a ajuda de Tony Stark e dos Guardiões da Galáxia para impedir que a sua joia seja levada.

Wakanda é o lugar mais seguro da Terra e cenário de batalha ideal para repelir as forças invasoras - Foto: Reprodução Internet.

É muito bom retornar a Wakanda com a vivacidade de Shuri e a imponente liderança de T'Challa, mas ambos acabam não tendo tanto tempo de tela, o que é compreensível devido a alta quantidade de personagens e diferentes histórias se colidindo. O Capitão América, que possui algumas das mais intensas cenas do longa, também fica subutilizado de certa maneira, assim como a Viúva Negra e o Falcão.

Assim, de cenas em cenas o filme salta de uma ataque à Nova Iorque, para uma jornada ao planeta Titã, para uma batalha em Wakanda, enquanto ainda mostra arcos individuais de alguns dos heróis. Thor, em especial, ganha bastante tempo de tela e parte uma jornada junto a Rocket e Groot para obter uma nova arma capaz de rivalizar o poder de Thanos.

O mini arco de Thor ao longo do filme é sem dúvida um dos melhores, fazendo o herói passar de momentos de extrema derrota, possuindo algumas das melhores interações junto a Rocket e precisando superar seus limites para se tornar o verdadeiro Deus do Trovão e lutar contra a invasão do titã, se tornando um dos grandes destaques e importante peça para o resultado final da narrativa.

Thor vai em uma jornada pessoal para poder impedir Thanos - Foto: Reprodução Internet

Gamora também tem seus devidos momentos na história e mais sobre o seu passado e criação com Thanos são mostrados, o que ajuda a entender os seus sentimentos e até as motivações do antagonista.

Peter Quill é outro dos focos da trama, mas acaba servindo mais como alívio cômico assim como o resto dos Guardiões, principalmente no primeiro encontro com Thor. O personagem tem seus momentos no filme mas acaba não tenho seu arco devidamente concluído, infelizmente.

Enquanto Tony é outro grande pilar dos acontecimentos de Guerra Infinita, sendo surpreendente ver os avançados ajustes feitos à sua armadura e sua determinação em meio ao combate contra Thanos, além das engraçadas e até sentimentais interações com o Homem Aranha, Doutor Estranho, rouba os holofotes desse grupo em diversos momentos. O mago é sem dúvidas muito mais forte que a maioria dos heróis e suas bem utilizadas magias no meio do combate chamam boa parte da atenção.

Doutor Estranho se destaca em meio aos demais heróis com seus poderes únicos - Foto: Reprodução Internet


No geral, o filme funciona muito bem, pois ainda que seja composto de diferentes núcleos de personagens, ele possui um forte elo de ligação que é Thanos, que está bastante presente ao longo de toda a história.

Há sim pequenos problemas como má aproveitamento de alguns personagens como os Filhos de Thanos, que acabam passando uma imagem de serem mais fracos do que realmente são, mas o que é justificado pela falta de tempo para explorá-los melhor, assim como descaracterização de alguns dos protagonistas em momentos pontuais, mas nada que prejudique a construção da história e a diversão que o espectador pode extrair.

No fim das contas, Guerra Infinita é o resultado de anos de desenvolvimento e alcança muitas das expectativas criadas na jornada para chegar a esse momento. Além disso, termina em um tom chocante e deixa muitas dúvidas para a continuação dos Vingadores em 2019, assim como para os próximos filmes do Homem Formiga e da Capitã Marvel.


Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário