domingo, 4 de outubro de 2015

Drive é realmente tudo que precisamos?


Kamen Rider Drive é o 25º Rider da franquia e seus 48 episódios começaram a ser exibidos em 5 de Outubro de 2014 até 27 de Setembro de 2015. Dessa vez os escritores foram Riku Sanjo e Keiichi Hasegawa, o que é importante, já que nada melhor que os escritores de Kamen Rider W para escreverem um Rider policial. Eles trabalharam em conjunto com Junko Komura, que foi a escritora secundária de Wizard, o que reflete nos monstros de Drive, cujo modo de se apropriar da memória, aparência e personalidade de seres humanos é um pouco semelhante.

Essa é a história de Tomari Shinnosuke que, após um acidente que feriu gravemente um de seus colegas, foi rebaixado de um oficial de polícia de elite para a Divisão de Investigações Especiais, que cuida de eventos estranhos que acontecem na cidade. Desde o grande evento que parou o mundo e foi a causa do acidente que afetou sua carreira, Shinnosuke investiga os eventos de “Slowdown”, que fazem com que as pessoas não consigam se mover. Ele se depara com os monstros responsáveis por esses fenômenos, que voltaram mais uma vez para tentar dominar o mundo, os Roidmudes, e é escolhido para ser o Kamen Rider Drive.

A série foi apresentada como uma série sobre carros, quando na verdade é uma série sobre “carro”, já que o único é o veículo principal de Drive, o Tridoron; ele é muito importante na série e é necessário para que Drive use quase todos os seus poderes. Essa máquina marca presença durante toda a série, diferente dos veículos dos Riders secundários. A presença automobilística não vai muito além do design do Rider e seus poderes e não tem nada a ver com o enredo, mas não deixa de ser algo bem feito para o primeiro Rider a ter um carro como veículo principal (Black RX tinha como um veículo secundário) e as referências a outras séries são legais.

O Sr. Cinto pode ser facilmente contrariado - Foto: Reprodução internet
Em seu cinto, Tomari possui um aliado importante, o cientista Krim Steinbelt, ou Mr. Belt para os mais íntimos. Era esperado que o Rider tivesse algum tipo de companhia e eu acho que isso foi o mais próximo que eles chegaram de Phillip (KR W). Como o personagem é parcialmente responsável pelo surgimento dos inimigos, ele tam bastante coisa pra revelar ao longo da série. Infelizmente, a relação entre Tomari e Krim é meio forçada no início e você pode demorar um pouco pra reconhecer a importância do personagem.

Falando nisso, os personagens de Drive são legais, eu gostei de vários deles. Um personagem que me surpreendeu foi o Chefe do departamento, Honganji Jun. Ele é um problema em particular, pois os personagens que fazem parte da Divisão de Investigações Especiais agem de uma forma muito ridícula quando são usados como alívio cômico. Entretanto, a evolução do personagem no decorrer da história e a autoridade que ele demonstra na posição dele quando a coisa fica séria é realmente surpreendente, demonstrando que Tsurutaro Kataoka é, em minha opinião, um ótimo ator.

Perseguindo. Erradicando. Tudo na velocidade do Som - Foto: Reprodução internet

Meu personagem favorito em drive foi Shijima Go, ou Kamen Rider Mach. Mesmo os momentos ridículos dele são importantes para esse personagem que tem um passado muito complicado e uma missão ainda mais problemática – eliminar todos os Roidmudes o mais rápido possível. É bom prestar um pouco mais de atenção nele, já que a primeira impressão engana.

Infelizmente, nem todos os personagens tiveram a alegria de serem bem aproveitados, principalmente do lado dos malzinhos. Se eu posso dizer uma coisa dessa série foi que ela foi um desperdício de bons vilões. Para a minha tristeza, o enredo dessa série despenca de qualidade pouco depois da metade e o motivo é bem claro: O que se acreditava ser o vilão principal, que foi realmente bem feito, tinha um bom objetivo e era genuinamente um personagem que marcava presença, foi substituído por um projeto de vilão. Eu queria dizer que estou acostumado com finais não satisfatórios em Kamen Rider, mas depois de Kamen Rider Gaim, eu tinha esperanças.

Nós nos lembraremos de você, Heart-Sama - Foto: Reprodução internet
Outros personagens do lado do mal receberam um tratamento vergonhoso no final da série, Brain, Medic e principalmente Heart, um dos meus favoritos na série, foram “sacrificados por tabela”. Eu diria que o destino que eles receberam foi desnecessário e eu particularmente preferia que eles tivessem sido os vilões principais, por que são personagens muito melhores que o último Big Bad Guy.

Eu ainda preciso falar de uma última vítima, Chaser. Um personagem que tinha tudo pra ser um grande elemento da história, devido a seu passado e sua condição como Roidmude e que teve direito a um especial para mostrar o quão importante ele deveria ser. Bem, observe esse personagem que deveria ser vital perder gradualmente a importância na segunda metade da série até você não ligar mais para o que vai acontecer com ele. Lamentável.

Kamen Rider Drive começa muito bem, é uma série dinâmica, com ideias muito interessantes. Entretanto, eu sinto que os escritores desenvolveram muito pouco essas ideias e coisas extremamente importantes para a saúde do enredo foram resolvidas na metade da série, elementos que poderiam, se não continuar, ter consequências mais profundas.

Você também pode gostar

6 comentários:

  1. Eu particularmente curti pra caramba drive e mais...é o tipo de série q assim como Gaim vai deixar saudades pra mim, mas de fato na parte do roteiro esqueceram de mencionar coisas importantes sobre o chase , ainda q la pros ultimos epis da série que o humano q o chase copiou apareceu mas acho q no 48 teve uma cagada de tempo das feias mas tirando isso eu ainda adoro drive e espero que os "gaidens" q ta pra sair tapem os buracos q foram deixados

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante de Drive. Acho que entra seguramente no meu top 10 de Kamen Rider.
    Particularmente, os últimos 10 episódios trazem uma boa dose de tensão e reviravoltas. Na minha opinião, Drive não fica muito atrás de Gaim.

    ResponderExcluir
  3. Bom, eu gostei de Gaim, o problema é que o final foi sla, e o que você falou dessa troca de vilão eu tambem tive essa mesmo opinião, Chase morrer no final foi triste ai pra relembrar eles descobrem que ele copiou um desses oficiais de rua, e vale citar que sempre tem que ter comedia mais não tanto quanto ninninger, etc. Resumindo tudo: drive foi bom, mais teve um regresso no roteiro e foi ficando mais fraco, o começo foi bom e o final uma "coisa"

    ResponderExcluir
  4. Eu também gostei de Drive, talvez porcausa dessa pegada , quando KR encontra Knight Rider, Gran Turismo (alias o NSX é figura presente em todos os GTs)etc...ele tem seus momentos hilários, mas não chega ser exagerado como o Den-O...quanto ao Chase a impressão que deu seria uma rivalidade no estilo Shadow Moon Vs Black,...em relação aos filmes gostei daquele crossover com Gaim e KR 3:GP Tainsen, principalmente porcausa da presença de Kotaro (Issamu) Minami em suas formas Black e Black Rx com o Hidoron, o que avacalhou foi a presença dos Ninninger (?), aquela do Tridoron virar um "autobot" foi esquisita,mas...Off.: Provavelmente o Drive vai voltar num crossover com o Ghost (como disse o mesmo no último episódio de Drive, "tenho certeza que lutaremos juntos novamente no futuro",,,) Off.: Com relação a referências: os Riders Lendários (1 ao Gaim), Sentais (Carranger, Turbo Ranger, Go-Onger), Winspector (em uma das sequências de transformação dentro do Tridoron), Initial (nos drifts que ele fez no filme GP tainsen), etc

    ResponderExcluir
  5. Eu pessoalmente gostei bastante da parte final de drive. Os vilões para mim foram uma das melhores partes da série, e no final o fato delês acabaram morrendo da forma que morreram me mostraram 2 coisas. 1 que eles estavam realmente se "tornando" humanos, já que todos os 3 demonstram sentimentos bem humanos e mais do que isso, agem de forma humana, com heart com "medo" da morte perguntando se seria lembrado e medicamentos se sacrificando pelo heart ao salvar o drive. 2 que os roidmundes realmente não poderiam coexistir com os humanos depois de tudo o que fizeram. Eles feriram e possivelmente mataram muita gente, seria extremamente difícil o mundo os aceitar caso tivesse sobrevivido, eles tinham de morrer mesmo, já que supostamente eles nem deveriam existir né.
    Outra coisa que achei muito bom foi quando dizem que na verdade os roidmundes não eram do mal, dói por causa do mal de um humano que os infectou. Curti bastante.
    Por fim chase, meu personagem favorito na série simplesmente porque cada momento que ele está na tela ele me diverte. Até aquele machado ridículo que tem de esperar para fazer o finisher acabou combinando com ele. Quando ele fica "apaixonado" pela kiriko então, kkkkkk, rendeu algumas das melhores cenas de comédia de todos os riders (e isso sendo que já assisti todos os hensei e neo-hensei menos kuuga e agito). E no fimal ele morrer e go acabar ficando com a signal bike e carteira dele ficou bem legal também, e foi bem triste como deveria ser.
    Enfim, para mim kamen rider drive começou bem fraco, melhorou bastante na metade, e depois que o suposto vilão final é morto (001) a série melhorou mais ainda porque me surpreendeu apresentando um outro vilão, ainda mais um que é o pai de go e kiriko e simplesmente não liga para eles, e no final ele não tem redenção, o go simplesmente o mata mesmo, muito bom.

    ResponderExcluir