terça-feira, 25 de agosto de 2015

Super Hero Taisen GP ousa em recontar a história dos Kamen Riders


Desde 2012 a Toei tem a tradição de lançar os filmes da franquia "Super Hero Taisen", arrastando uma legião de fãs de Tokusatsu para os cinemas japoneses para assistirem os seus heróis favoritos lutando nas telonas.

Com quatro filmes no currículo (se formos contar o longa Kamen Rider Taisen de 2014), a Toei parece que conseguiu consolidar esse formato nos cinemas e nesses últimos 3 anos tivemos um salto considerável na qualidade dos mesmos. Super Hero Taisen surgiu na época em que "Os Vingadores" eram a sensação nos cinemas e aproveitou-se dessa fórmula para criar seu próprio time de super heróis sejam eles de Kamen Rider ou Super Sentai.

Ichigo e Nigo face a face com o Kamen Rider #3 - Foto: Reprodução internet

Avançando um pouco no tempo, chegamos em 2015 com o filme "Super Hero Taisen GP". Na trama, a organização maligna Shocker é derrotada pelos Kamen Riders 1 e 2, e a paz supostamente reina no mundo. Porém, o misterioso Kamen Sangou (Kamen Rider #3), o Rider mais forte criado pela Shocker aparece e destrói os primeiros Kamen Riders. A partir daí, toda a história que conhecemos será alterada.

A história recomeça quando Shinnosuke Tomari (Kamen Rider Drive) e sua parceira Kiriko Shijima estão em um caso envolvendo a aparição de um Roidmunde (os monstros da série Kamen Rider Drive) quando de repente um clarão verde envolve toda a cidade transformando tudo que eles conheciam em uma realidade completamente diferente. Nesse novo mundo, a Shocker conseguiu dominar a Terra e os humanos e alguns Kamen Riders são agora seus aliados.

Diferente de seus antecessores, não somos empurrados de imediato em uma luta entre os Kamen Riders ou Super Sentai, tudo aqui tem um propósito e a trama não é entregue de bandeja de ao telespectador. Apesar de ser claramente um filme voltado para o público infanto juvenil, Super Hero Taisen GP tem uma história mais ousada e os personagens estão mais aprofundados e são importantes em todos os momentos.

Kamen Rider Black está de volta! - Foto: Reprodução internet

Super Hero Taisen GP também fisga o fã do gênero quando traz atores consagrados da franquia para repetirem seus papéis originais. O destaque claro é o personagem Kotaro Minami interpretado por Tetsuo Kurata o Kamen Rider Black, que desempenha um importante papel no desenrolar da história. Yuto Sakurai (Kamen Rider Zeronos) e Sakuya Tachibana (Kamen Rider Garren) também estão de volta e suas aparições vão muito além do "fan-service". Esse foi um dos pontos positivos do filme que destaco, a nostalgia foi usada de forma correta e não foi apenas jogada de qualquer maneira.

Kyoichiro Kuroi, o Kamen Rider Sangou é o grande destaque do longa. Me senti homenageado quando o personagem foi apresentado e contente em ver como os diretores do filme conseguiram construir uma história complexa de um personagem inédito na franquia canônica (sim, Kamen Rider #3 existe nos mangás porém com outro nome) em tão pouco tempo, você vai querer assistir uma série só com ele quando o filme terminar e vai ficar triste em saber que a Toei não aproveitou essa ideia.

Kamen Rider #3 vs Kamen Rider Drive - Foto: Reprodução internet

Os fãs mais assíduos irão notar que a trama é mais densa e os alívios cômicos quase não existem, o que faz sentido já que Super Hero Taisen GP está contando uma história onde o mal venceu e o bem está tentando aos poucos se reerguer para salvar a humanidade. O personagem Kamen Rider #3 mostra muito bem o reflexo desse mundo em sua personalidade e nos seus atos enquanto o Kamen Rider Black é a força motora para reverter a situação assim como Drive.

A filmagem é algo a ser destacado juntamente com a trilha sonora. As cenas de ação foram muito bem filmadas, temos lutas nos mais diversos ângulos e graças a esse recurso podemos ver mais facilmente outros personagens em combate e a troca de porrada não fica cansativa. A trilha sonora é extremamente integrada ao ambiente do filme criando toda uma atmosfera de suspense e tensão.

Um ponto mal explorado é a aparição do Super Sentai, Ninninger. Acredito que a participação dos heróis nesse filme foi desnecessária já que toda a história culminaria em algo que não necessitava a presença do 39º Super Sentai da história. Talvez se tivessem sido inseridos no começo, algo faria sentido naquele momento. Alguns podem comentar que a participação dos Ninningers foi construída no especial de primavera onde teve um crossover com Kamen Rider Drive, mas devemos lembrar que cinema e tv são mídias diferentes e nem sempre quem acompanha um necessariamente acompanha o outro.

Super Hero Taisen GP carrega um fardo imenso que é ser melhor que seus antecessores e abrir portas para mais sequências, e consegue. É um filme que respeita o universo criado até ali e presta homenagem a toda obra criada pelo mestre Shotaro Ishinomori. Definitivamente vale a pena conferir. Ahh sim, espere até o fim dos créditos.

Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Quero esclarecer uma dúvida:
    Aonde eu posso comprar os episódios 8, 10, 12, 14 e 24, da série tokusatsu Metalder (O Homem Máquina),"LEGENDADOS"; juntamente com o episódio 19, "DUBLADO"?
    Se alguém souber, por favor, entre em contato comigo pelo meu E-mail svvmadeira@outlook.com!
    Agradeço a sua atenção!
    Silvio

    ResponderExcluir