quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

David Koepp fala sobre as possibilidades para o futuro do Homem-Aranha


O tópico que tem percorrido as bocas de todos os fãs recentemente é, “Como a franquia do Homem-Aranha se perdeu dessa forma?”. Apesar de arrecadar mais de US$ 700 milhões em todo o mundo, O Incrível Homem-Aranha 2 foi o filme que menos arrecadou nos 13 anos da franquia, além de alienar fãs de longa data. O roteirista David Koepp, que fez parte do bem-sucedido Homem-Aranha, de Sam Raimi, 2002, fala com a Empire sobre sua visão a respeito do futuro da franquia.

Disse Koepp, “Se eu fosse responsável pelo Homem-Aranha no momento e dinheiro não fosse um empecilho, eu iria... (Pausa) Bem, agora você pode ver porquê eles estão tendo problemas! Não é tão fácil, certo?”

Certamente não. Depois da resposta desanimadora ao último filme, os planos da Sony para a franquia estão em seu curso, mas Koepp não têm ideia de como eles podem conquistar uma nova audiência para manter a força da série.

“Quando eu escrevi para o Homem-Aranha pelo primeira vez, eu me lembro de pensar a respeito de três filmes, um de cada tipo: ‘Homem-Aranha’, ‘O Incrível Homem-Aranha’ e ‘O Espetacular Homem-Aranha’,” disse Koepp. “O Clássico ‘Homem-Aranha’, que seria o início dessa trilha, do estúdio Sam Raimi, então os do ‘O Incrível Homem-Aranha’, que seriam feitos por US$70~80 milhões, que teriam um clima mais adulto – ao ponto de ganhar uma classificação etária mais elevada, apesar de eu não acreditar que eles chegariam a esse ponto. Um filme mais impactante... e mais curto. Eu pessoalmente não gosto dessa bolha de super-heróis.”

Adicionando que estes poderiam ser lançados em conjunto devido a variedade de deferentes tons. Ele disse que teria até espaço para uma versão mais infantil sem tanta intensidade. Isso reflete a ideia da Sony de trazer Phil Lord e Chris Miller, de The LEGO Movie, para fazer uma versão animada com mais humor.

“Eu também pensei que poderia existir uma série de ‘O Espetacular Homem-Aranha’, pois Homem-Aranha não cobre boa parte de sua audiência’, disse Koepp. “Crianças são fascinadas pelo Homem-Aranha desde os três anos, ou antes. Mas, quando eu era uma criança, eu amava as séries animadas, então eu sempre pensei que deveria haver uma linha separada para diferentes idades dos fãs do Homem-Aranha.”
A estratégia da Sony parece estar se distanciando de Andrew Garfield como o atirador de teia para explorar diferentes aspectos do universo, sejam esses aspectos vilões como The Sinister Six ou tentando agradar o público feminino (e masculino) com um filme do Homem-Aranha com uma heroína não identificada.

“E eu certamente desenvolveria outros personagens do Universo de Homem-Aranha, o que é exatamente o que eles estão tentando fazer, eu sei”, reconhece Koepp. “Black Cat merece sua própria série de filmes. A respeito do gênero de super-heróis no momento, eu estou espantado pela sua viabilidade, qualidade e longevidade, além de sua habilidade de crescer e se aprofundar. Eu acho que eles são ótimos. Eu estive consistentemente errado sobre o futuro dos filmes de super-heróis, o que me tornou apenas mais um integrante do público que aguarda ansiosamente para ver esses filmes continuarem a melhorar.”

Fonte: Super Hero Hype

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário