quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Kyuranger vs Space Squad consolida o novo universo compartilhado da Toei


Koichi Sakamoto, um dos grandes nomes do Tokusatsu atual mais uma vez provou ser expert no gênero com uma produção competente e divertida.

Em 2012 inconscientemente a Toei Company dava um "start" para uma promissora franquia de filmes. Estreava o longa metragem Gavan - The Movie, que apesar de carregar o nome do lendário Detetive Espacial, tinha a proposta de apresentar um novo personagem que honrasse o legado criado por Kenji Ohba. A trama trazia o jovem Geki (Yuma Ishigaki) que com altos e baixos precisou vestir a armadura prateada do herói para proteger a paz no universo.

Dois anos depois Koichi Sakamoto se aventurava no mundo dos Metal Heroes com os filmes Sharivan e Shaider - The Next Generation, ambos seguindo a mesma proposta do Gavan, trazer antigos heróis repaginados para a geração atual, o resultado, sucesso absoluto.

No ano seguinte Noboru Takemoto lançava o filme Dekaranger - 10 Years After e uma semente começava a ser plantada dentro dos estúdios da Toei para que em 2017 Sakamoto retornasse com o projeto Space Squad.

Jiraiya, Gavan e Shaider. Heróis da nova geração - Foto: Toei Company

Seguindo na cola de grandes empresas como Marvel e DC, Sakamoto criou seu próprio universo compartilhado aproveitando os filmes citados acima e conectando todos eles nos formidáveis Girls in Trouble - Space Squad Episode Zero e Gavan vs Dekaranger, ambos de 2017. O diretor deixou claro que à partir daquele momento novos filmes e obras derivadas iriam sair esporadicamente no Japão. Recentemente tivemos um mini especial do dia das mães intitulado Hero Mama League e agora Gavan retorna ao lado dos Kyuranger para mais uma aventura.

Lançado no Japão no inicio de 2018, Kyuranger vs Space Squad reúne a equipe dos Super Sentai com os membros do Space Squad. Na trama, Gavan, Shaider e Jiraiya estão na cola do Ninja Espacial Demost, uma versão moderna do vilão de mesmo nome que apareceu na série de Jiraiya em meados dos anos 80. Demost consegue atravessar um portal e acaba caindo no universo dos Kyuranger. Cabe a Shaider e Gavan irem atrás do perigoso inimigo que faz parte do Genmaku.

Lucky defende Hammie e acredita que sua companheira não abandonou o senso de justiça - Foto: Toei Company

Se passaram quatro anos após os eventos de Kyuranger. O universo vive em paz e membros do antigo esquadrão desempenham papéis diferentes ao redor do mundo. A história se inicia depois que Hammie (Chamaleon Green) rouba novos projetos de Kyutama, fazendo com que seus próprios amigos e os Detetives Espaciais fiquem na sua cola.

Lucky (Shishi Red), acredita que sua companheira não está do lado do vilão e reúne aqueles que acreditam nessa possibilidade para salvar a Ranger, acontecendo uma cisão na equipe, algo semelhante aos eventos do filme Guerra Civil da Marvel.

Kyuranger vs Space Squad é uma obra que optou em focar nos Super Sentai, o que não é um problema. A direção dada aos Kyuranger nessa história, apresenta uma outra faceta dos personagens e um aprofundamento de personalidade talvez maior e melhor que a série de TV.

Para nivelar com o universo dos Metal Heroes a produção precisou amadurecer os personagens ao mesmo tempo que manteve a essência dos mesmos. Os Detetives Espaciais servem como mentores nessa história para guiar os novatos heróis e mostrar como deve se portar como um.

Os Detetives Espaciais e os Kyuranger - Foto: Toei Company

O longa encerra de maneira satisfatória e abrindo mais um leque de possibilidades para o que vem pela frente. O nível de produção aumentou consideravelmente, seja em efeitos especiais, trilha sonora e diálogos entre os personagens. Space Squad foi o caminho mais certeiro feito pela Toei nos últimos anos e se continuar dentro dos trilhos pode influenciar positivamente outras produções e conquistar novos fãs nos próximos anos.



Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário