sábado, 8 de setembro de 2018

Jason retorna com vingança no quadrinho Jason X Special


O ano é 2455, a Terra não existe mais... Porém o assassino mascarado Jason Voorhees arranjou uma maneira de continuar sua matança.

Sexta-Feira 13 é uma das franquias mais populares de Terror e figura carimbada do gênero Slasher. Com mais de doze filmes, desde a sua estreia em 1980, a franquia segue o sanguinário e sobrenatural assassino Jason Voorhees e sua impressionante contagem de corpos. Em 2001, James Isaac (A Casa do Espanto III) mudou os rumos dos filmes e transportou Jason para o ano de 2455 no longa metragem Jason X.

Apesar da baixa recepção na época, Jason X ganhou o status de "cult" entre os fãs do gênero e mesmo com suas falhas, é um ponto fora da curva se compararmos com as obras que o antecedem. Na trama, Jason é capturado por uma organização em meados dos anos 2000 em Crystal Lake. Infelizmente a operação não sai como planejado e o assassino escapa e acaba sendo congelado acidentalmente. Em 2455 uma tripulação encontra o corpo congelado e leva para ser estudado em sua nave espacial. À partir dai você já pode compreender o que vem a seguir. Jason acorda e começa seu banho de sangue no futuro.

Como se não bastasse estar em uma nave espacial e ano de 2455, Jason ganha um poderoso upgrade tornando-o ainda mais mortal e imbatível. O Uber Jason.

Uber Jason retorna para mais uma sessão sangrenta - Foto: Reprodução internet

Depois um hiato de quatro anos, o roteirista Brian Pulido (Halloween, A Múmia) decidiu revisitar esse ponto especifico da franquia com o one-shot Jason X Special. O quadrinho em um primeiro momento pode confundir sua cabeça, sobretudo se o final de Jason X ainda estiver fresco em sua memória. Mas calma, irei situa-los para que todo entendimento fique mais fácil.

No final do longa de 2001, Jason é lançado no espaço e cai em um planeta habitável (Terra II). No quadrinho é mostrado que toda essa situação na verdade faz parte de uma simulação criada pela cientista Kristen, uma das poucas habitantes do planeta. Ela colocou Jason dentro desse simulador com o intuito de deixa-lo adormecido para retirar seu DNA e usa-lo para curar seu amante que está muito doente.

Jason escapa do simulador - Foto: Reprodução internet

Obviamente o plano não da certo e não demora muito para Jason se libertar e tentar mata-la. A parte interessante do quadrinho é a presença da personagem Pamela Voorhees, mãe de Jason que não é apenas uma voz dentro da cabeça do assassino. Ela consegue transportar sua mente (sem explicação nenhuma) para dentro da nave e se comunicar com Kristen e com Jason no mundo real. Um elemento novo que poderia ser melhor explorado caso o quadrinho não tivesse tão poucas páginas.

A ilustração feita por Sebastian Fiumara (Thor: The Trials of Loki) é competente. Os detalhes da armadura de Jason estão muito fieis ao filme que deu origem ao quadrinho. Todo o ambiente especial consegue ser bem retratado e as cenas de morte são bastante verossímeis e violentas, condizente com a personalidade Jason.

Capa principal do quadrinho desenhada por Sebastian Fiumara - Foto: Reprodução internet

Apesar de ser uma história curta, como fã desta versão do Jason, foi muito gratificante retornar ao cenário futurista de Jason X e encontrar várias referências ao longa de 2001. Não espere um quadrinho profundo e com várias reflexões, Jason X Special tem apenas o intuito de prestigiar os fãs do personagem com uma trama simples, mas carregada de características de Sexta-Feira 13.

Ficha Técnica
Título: Jason X Special
Editora: Avatar Press
Roteiro: Brian Pulido
Arte: Sebastian Fiumara
Capa: Sebastian Fiumara
Capas Variantes: Juan Jose Ryp e Sebastian Fiumara
Número de páginas: 36

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário