segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Advogado do Diabo mostra como Dana Scully abandonou sua fé em horripilante romance policial


Após o review de um dos contos de Arquivo X focado em Fox Mulder de Kami Garcia, trago o outro exemplar da série, Advogado do Diabo por Jonathan Maberry, que mostra como Dana Scully se tornou a personagem cética que conhecemos no seriado e porque ela parou de acreditar.

Advogado do Diabo segue a vida da família Scully em mudança de San Diego na Califórnia para Craiger em Maryland, uma mudança e tanto principalmente na vida das duas irmãs ruivas, Melissa e Dana no auge da adolescência e todos os dramas do ensino médio.

Como se já não bastasse ser tímida, a aluna nova e irmã da extrovertida Melissa que todos já conheciam e eram amigos, Dana precisa lidar com sonhos perturbadores com anjos e demônios e visões de jovens que foram assassinados na cidade. Sim, a teoricamente pacata Craiger apresenta um incrível número de adolescentes mortos em acidentes de carro e com suspeita de intoxicação, um número alto demais até mesmo para as estatísticas.

Dana Scully se vê envolvida nos casos sem ter nenhuma escolha já que sua mediunidade a coloca em contato direto com o momento da morte de vários destes jovens e, para tentar entender os motivos e mecanismos de como isso acontece ela se torna uma assídua frequentadora da loja mística da cidade Além do Além, onde são ministradas aulas de yôga, meditação e esoterismo.

A garota conta com a ajuda de seus novos mentores Corinda, a proprietária da loja, Luz do Sol, o principal médium e mentor da casa e Ethan, um garoto com quem finalmente pode ter uma conversa franca e reais sentimentos. Com essa equipe Dana terá de enfrentar muitos perigos no plano físico e extra-físico para entender sua relação com os misteriosos casos de mortes bizarras e descobrir que no fim esta relação é muito mais íntima e próxima do que ela imagina.

O roteiro de Jonathan Maberry é muito rico e com elementos diversos, bastante característicos da trama de Arquivo X. Em um livro pequeno de 316 páginas, consegue abordar marcantes traços da série relacionados à vida da personagem e também da subtrama de conspirações e planos megalomaníacos sobre invasões alienígenas.

Maberry cria uma história marcante e consistente mostrando o percurso que Dana Scully percorreu em sua adolescência e que foi o início de sua caminhada para o viés da ciência e para o ceticismo. Uma menina com tanto potencial espiritual que ao se ver em meio a um complexo conflito entre Terra, Céu e Inferno, perde sua fé e sua ligação quase que completa com Deus.

Ao contrário do livro anterior sobre Fox Mulder, Agente do Caos, o qual comentei sobre a falta de engenhosidade na trama do mistério e descobrimento do vilão, em Advogado do Diabo, o autor é bastante feliz na construção do mistério, além de inseri-lo perfeitamente na caracterização da personagem de Dana Scully, é realmente surpreendente.

Recomendo os dois para fãs e não fãs do universo de Arquivo X, principalmente este segundo, também para fãs de romances policiais que transitam entre o real e sobrenatural.

Enfim, Advogado do Diabo foi uma história que para mim foi bastante instrutiva e muitas vezes horripilante, um livro que certamente acrescentou muito para mim como leitora.

Ficha Técnica

Título: The X Files Origens: Advogado do Diabo
Autor: Jonathan Maberry
Editora: Harper Collins
Ilustração da Capa: Ellen Duda
Número de páginas: 316

Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Jesus amado, preciso voltar a assistir Arquivo X!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Arquivo X é muito bom! E esses dois livros adicionam MUITO na mitologia da série.

      Excluir