quinta-feira, 12 de julho de 2018

Pagemaster é uma carta de amor à infância


Os anos noventa foram memoráveis! Lembro com muitos detalhes das coisas que fazia como jogar Mega Drive, assistir Pokémon na televisão, brincar com os amigos na rua e jogar RPG. Não posso dizer que a minha infância foi melhor que das décadas passadas ou das décadas que irão chegar, mas com certeza me marcou e hoje eu sou um reflexo das muitas vivências daquele período.

Minha paixão pelo universo Nerd (ou Geek como preferir chamar) vem por conta justamente dos anos 90. Cresci envolto de grandes referências da época, mas também foi "bombardeado" com obras atemporais como Star Wars e Jurassic Park, meu pai foi o principal responsável por me inserir nesse mundo. Como toda criança noventista, eu acompanhei programas e filmes da época e um deles até hoje me traz sensações únicas, falo de Pagemaster - O Mestre da Fantasia.

Lançado originalmente em 1994 nos Estados Unidos, Pagemaster trazia o jovem Macaulay Culkin no papel de Richard Tyler, uma criança cheia de medos que depois de entrar em uma biblioteca durante uma forte tempestade, mergulha em um universo fantástico com muita aventura, terror e fantasia. Assisti esse filme em uma fita de VHS da Pizza Hut que tenho até hoje e não consigo lembrar quantas vezes eu re-assisti. Fato é, que todas as vezes que colocava o longa no meu vídeo cassete, eu embarcava em uma jornada junto com Richard e os livros que recebiam o mesmo nome dos gêneros que citei um pouco mais acima.

Mr. Dewey (Christopher Llyod) e Richard (Macaulay Culkin) - Foto: Reprodução internet

Depois de alguns bons anos sem assistir, acredito que em torno de quinze anos mais ou menos, resolvi conferir agora com outros olhos. Vou contar que a versão legendada da obra causou estranheza em um primeiro momento, já que a fita que eu tinha era dublada, mas a sensação continua sendo a mesma.

Os efeitos especiais nos primeiros minutos não parecem tão datados quando você aceita que tudo é fantasia e para minha surpresa, as vozes dos livros na versão original traz grandes astros que só depois de mais velho eu vim apreciar. Fantasia é dublada por Whoopi Goldberg, Aventura é feito por Patrick Stewart e Terror tem a voz de Franklin W. Welker, outra surpresa também é a pontual presença de Leonard Nimoy como um dos personagens.

Antes que eu esqueça, também temos no filme o astro Christopher Lloyd que traz a atmosfera de um típico filme daquela época junto com Macaulay Culkin. O famoso "Doc" de De Volta para o Futuro faz em Pagemaster o bibliotecário Mr. Dewey e também é a voz do Mestre das Páginas.

Richard é transportado para um mundo fantástico onde conhece Fantasia, Aventura e Terror
- Foto: Reprodução internet

Pagemaster além de ser uma importante obra do gênero da fantasia, traz importantes reflexões sobre os medos que as crianças enfrentam durante esse período de suas vidas e estimula a leitura de uma maneira sutil e inteligente. Apesar de ser bem curto, o filme consegue trilhar a jornada de Richard de forma convincente e natural. Por ser um longa que em sua boa parte é feita em desenho animado, o diretor Joe Johnston teve liberdade criativa suficiente para criar os cenários e contar a história que é recheada de referências da literatura.

O Mestre da Fantasia é uma carta de amor à infância de todos e com certeza irá te impactar de alguma forma. Se não reservou algum tempo para assistir, embarque nessa aventura e não esqueça depois de procurar a "Saída".

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário