quinta-feira, 17 de maio de 2018

Deadpool 2 é a continuação que precisávamos


Quando a primeira adaptação cinematográfica do Deadpool foi oficialmente anunciada para 2016, as expectativas não eram muito altas, especialmente pelos inúmeros projetos anteriores que deram errado (e alguns muito), o que colocou o futuro do anti-herói nos cinemas em posição certamente duvidosa. Mas um roteiro bem bolado, uma dedicação e fidelidade ao personagem singulares e participação ativa de Ryan Reynolds no papel foram marcantes para estourar a popularidade do longa, assim como o seu sucesso, o que abriu as portas para sua merecida continuação, Deadpool 2.

Na sequência, o mercenário Wade Wilson (Ryan Reynolds) já tem a sua persona como Deadpool bem incorporada em sua vida, realizando trabalhos ao longo de todo o globo, até que uma mudança de eventos coloca em seu caminho o jovem mutante Russel (Julian Dennison), que precisa de proteção do implacável Cable (Josh Brolin), um viajante no tempo que veio do futuro para assassiná-lo. Para isso, Deadpool receberá auxílio dos X-Men e do seu próprio grupo, X-Force, em sua jornada para salvar o garoto e a si mesmo.

O novo grupo, X-Force, entra em ação - Foto por: Courtesy Twentieth - © TM & © 2018 Twentieth Century Fox Film Corporation.  All Rights Reserved.

E é basicamente essa ideia que os trailers passam, mas o filme em si segue um caminho um pouco diferente. Sim, todos os personagens e a grande maioria das cenas dos trailers estão no filme, mas a maneira em que o X-Force, por exemplo, é tratado, não é exatamente aquilo que se esperaria, apesar de ainda ser bastante divertida. O interessante é que a substância do filme não é entregue nos trailers, o que, pelo menos para mim, não ocorreu da mesma maneira como em Guerra Infinita, que deu muito mais dicas da trama em sua divulgação.

Tocando no tema divulgação, não se pode comentar sobre Deadpool 2, sem falar um pouco dela. Com divulgação massiva e bastante não convencional, ela é uma das maiores razões pelo sucesso da franquia, principalmente pelo apelo ao público e a expectativa construída com base no humor.

Dentre os X-Men, Colossus tem um dos mais importantes momentos em Deadpool 2 - Foto por: Courtesy Twentieth - © TM & © 2018 Twentieth Century Fox Film Corporation.  All Rights Reserved.

Por mais que referências e elementos dos quadrinhos sejam bem utilizados, o humor é, sem dúvidas o carro chefe. Piadas bem colocadas e a atuação de Reynolds no ponto certo deixam toda a violência e linguajar forte naturais na trama, produzindo divertimento certo para qualquer pessoa que tenha ido ao cinema sabendo o que esperar.

Não apenas isso, é feito um excelente trabalho em se introduzir piadas inteligentes, assim como em aproveitar piadas do mesmo e do filme anterior, mas refinando-as e sem deixar de referenciar e ridicularizar grandes estúdios e filmes como o mal comentado Lanterna Verde e até o sucesso do mais novo Vingadores, com o qual o filme concorre em bilheteria nos cinemas.

É também visível como os X-Men são melhor utilizados dessa vez, mas são os membros do X-Force que brilham. Domino (Zazie Beetz) funciona muito bem na narrativa. Com seu jeito descontraído em contraposição a energia excessiva de Wade e ambos formam uma excelente equipe, criando ainda mais expectativas para o que será feito com esses personagens no futuro.

Josh Brolin entrega um Cable a altura do filme - Foto por: Courtesy Twentieth - © TM & © 2018 Twentieth Century Fox Film Corporation.  All Rights Reserved.

Josh Brolin como Cable também está fantástico. Por experiência pessoal, aquilo que se vê do personagem na divulgação não me empolgou muito para vê-lo em tela, mas tenho que confessar que os trailers não fazem justiça ao seu desempenho no longa. Sua personalidade séria e participação à la Exterminador do Futuro dão uma boa quebra nos personagens que algumas vezes são sufocados pelo humor, além do que ele Brolin é um excelente ator, o que fica evidente.

Além de uma história bem amarrada e bons personagens, também fica claro que o estúdio gastou mais com efeitos especiais e cenas de luta melhor elaboradas. O que se percebe é que a equipe se preocupou e elevou a qualidade da produção em um geral, o que deixa o filme bastante aproveitável e uma continuação necessária.

Você também pode gostar

Um comentário: