segunda-feira, 16 de abril de 2018

Ed & Lorraine Warren: Lugar Sombrio retrata um dos mais famosos e aterrorizantes casos do casal de investigadores paranormais


No mundo das investigações paranormais os nomes Ed Warren e Lorraine Warren são bastante conhecidos por sua grande participação em inúmeros casos que foram atingidos pelas lentes da mídia, como o da boneca Annabelle e o de Amityville. Apesar de muito se discutir sobre a veracidade dos casos envolvendo o casal, é incontestável que os dois passaram a maior parte de suas vidas buscando compreender mais a respeito do sobrenatural, o que os levou à macabros encontros como aquele descrito no livro Ed & Lorraine Warren: Lugar Sombrio.

A obra é um relato dos fenômenos que aterrorizaram uma família norte-americana que, se encontrando em uma situação sem saídas, precisou se mudar para uma casa em que havia funcionado uma funerária anos antes. Cada capítulo detalha o avanço da atividade paranormal que assolou a família, chegando a extremos e que os levou a procurar auxílio com Ed e Lorraine e a realizar múltiplos exorcismos antes que fosse tarde demais para o bem de todos os moradores da assustadora casa. O caso que exigiu muito dosWarren e teve diversas ramificações, ficando conhecido como o exorcismo de Connecticut.

Um primeiro ponto a se notar é que são coautores do livro Carmen Reed e Al Snedeker, o casal que viveu na casa com os seus quatro filhos. Então é bastante possível que muitos dos fatos lá descritos tenham sido alterados por escolhas de quaisquer dos dois, sendo mais prudente encarar esses relatos mais como ficção do que como uma descrição da realidade. Outro ponto é que uma grande porção do texto é mais dedicada a descrever a evolução dos fenômenos paranormais sobre a ótica da família do que uma efetiva participação de Ed e Lorraine na resolução da situação.

Lorraine e Ed Warren - Foto: Reprodução Internet

Com isso em mente, inicialmente o leitor é apresentado à família Snedeker, com o pai Al trabalhando fora de casa e a mãe Carmen cuidando de 4 filhos em casa até que Stephen, o filho de quatorze anos desenvolve uma doença que os força e encontrar um novo lar mais próximo do hospital onde o seu tratamento passou a acontecer. Com a urgência, a família acaba se instalando em uma residência que antes havia sido uma funerária e ainda carregava alguns dos cômodos da sua antiga ocupação.

Desde a chegada, Stephen avisa que o mal se encontra naquele local, mas obviamente sua mãe não o dá ouvidos e concluindo assim a mudança. A partir daí, Stephen começa rapidamente a ser assombrado por vozes e estranhas sensações que, combinadas com a sua doença, acabam deteriorando o seu estado de espírito. De visões a contatos físicos, o jovem começa a se desesperar por não conseguir fugir da terrível energia que o ronda e, pior ainda, da falta de apoio e credibilidade de seus pais, levando o garoto a se isolar de sua família e eventualmente sucumbir a seja lá o que o persegue.

É bastante angustiante ler todo esse processo de isolamento pelo qual Stephen passa, pois não são poucas as experiências que o atingiram e não é o fato que ele tenha sido o único alvo em um primeiro momento, mas principalmente o ceticismo da família que mais o prejudicou e levou aos acontecimentos que se deram.

Mais da metade da obra é dedicada a mostrar a quase que perseguição que Stephen sofreu em sua própria casa, mantendo mais um ar de suspense sobre o que realmente se encontra no escuro, enquanto a outra metade já é mais dedicada à severa expansão dos fenômenos que passaram a atingir toda a família e chegando até mesmo a agressões e violações.

E todos esses acontecimentos são descritos em detalhes, o que dá uma ar extremamente pesado à leitura e de modo algum é uma história que traz uma tranquilidade ao leitor. Em especial, após essa intensificação de tom, a narrativa, por mais que seja intrigante, é bastante difícil de se prosseguir, até mesmo quando os Warren entram em cena.

A história serviu de inspiração para o filme Evocando Espíritos, de Peter Cornwell, que tem um desdobramento diferente da obra original - Imagem: Reprodução Internet

Por sinal, Ed e Lorraine só vão efetivamente aparecer no quarto final do livro, quando a assombração tomou proporções inimagináveis. Pouco da investigação e do processo de exorcismo é realmente mostrado através da narrativa, mas fica claro que não durou pouco tempo e não foi um trabalho fácil. Ainda assim, a participação dos Warren acaba sendo mínima, sendo mais marcante a presença dos seus assistentes e dos padres que frequentaram a residência.

E ao final, após inúmeras tentativas, fica a dúvida se o mal que dominou os Snedeker realmente foi expurgado, pois mesmo com o consolo de que a família (ou o que sobrou dela) seguiu sua vida após os eventos relatados, o dano causado foi tanto que se questiona o quanto é possível recuperar após tamanha experiência.

Ed & Lorraine Warren: Lugar Sombrio é uma leitura rápida que varia principalmente pela avidez de cada leitor em saber sobre o desfecho do terrível caso e que tem como contribuição ainda a excelente qualidade que a editora DarkSide sempre tem com os seus projetos.

Ficha Técnica
Título: Ed & Lorraine Warren: Lugar Sombrio – Arquivos Sobrenaturais
Autores: Ed & Lorraine Warren, Carmen Reed e Al Snedeker com Ray Garton
Editora: DarkSide
Número de páginas: 272 páginas, capa dura

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário