quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Strong Girl Bong Soon é um romance-policial sobre sequestros disfarçado entre os doramas


Os serviços de stream facilitaram muito a vida preguiçosa de uma dorameira em potencial, sim, eu mesma. Sendo tragada cada vez mais para esse universo de novelas coreanas, posso dizer que tenho sido bastante feliz nas minhas escolhas. A mais recentes delas foi Strong Girl Bong Soon, que é também uma produção recente já que estreou em fevereiro de 2017.

Comecei bastante descrente, tenho que confessar, após ler o plot super resumido da história: Uma garota com super força passada de geração em geração para as mulheres de sua família tenta levar uma vida normal escondendo seus poderes. Ainda bem que eu venci essas três linhas que não fazem jus à produção.

Diferente de muitas histórias que apelam para o drama e romances proibidos (não que eu esteja reclamando), Strong Girl Bong Soon trás, além de um romance cômico e leve, um desenvolvimento bastante complexo e bizarro sobre assassinato e sequestros de mulheres. Ficou surpreso? Eu também. Quando a trama finalmente começou a aflorar depois da breve introdução, minha atenção foi totalmente capturada pela série.

Ahn Min-hyuk, Do Bong Soon e In Guk-doo. Foto: Reprodução/internet

Do Bong Song (Park Bo-young) é a protagonista, ela adora games e seu sonho é desenvolver um sobre uma garota super forte. Ela tem sua força descomunal e tenta controlá-la o tempo todo, a não ser que veja pessoas correndo perigo, então dá um jeito de salvar o mundo sem que ninguém a veja. Uma coisa muito importante sobre a condição especial de Bong Soon é que ela não pode usar sua força contra pessoas inocentes ou para fazer o mal, pois pode perdê-la e ter que sofrer as consequências.

Ahn Min-hyuk (Park Hyung-sik) é o presidente de uma das maiores e mais famosas empresas de desenvolvimento de games para mobile. Ele acaba presenciando a força de Bong Soon e a contrata para ser sua guarda-costas pessoal, pois está sendo ameaçado e atacado. Claro que a garota vê esse trabalho como uma oportunidade de entrar no mundo do desenvolvimento de jogos e acaba aceitando, fora que o salário é um sonho.

In Guk-doo (Ji Soo) é um jovem policial e amigo de infância de Bong Soon. A garota é apaixonada por ele, mas nunca foi correspondida. Ele trabalha na divisão de crimes de homicídio e é um personagem bastante importante para a trama dos sequestros e a caçada pelo criminoso, que dá muito trabalho para a Polícia.

Fora os três personagens principais temos o núcleo da família de Bong Soon, sua mãe que perdeu sua força, seu pai que morre de medo de sua esposa e o irmão médico. Eles têm um estabelecimento que produz nozes e moram no bairro onde estão acontecendo os sequestros de mulheres.

Outro núcleo é o da empresa de Ahn Min-hyuk, a Ainsoft e um grupo de criminosos que apanhou muito de Bong Soon e passam a maioria da série hospitalizados bolando planos ridículos para vencer a força da garota.

Apesar de seguirmos a vida de Bong Soon protegendo seu chefe e sua empresa de ameaças e chantagens, e de sempre tentar entrar para equipe que desenvolve os jogos, a protagonista acaba se envolvendo na trama do sequestrador quando uma pessoa próxima a ela é raptada. Então, ela terá que dividir seus esforços para cumprir seu trabalho e tentar pegar o covarde que só sequestra mulheres magras e vulneráveis pelos becos de seu bairro.

O sequestrador. Foto: Reprodução/internet

Claro que por ser um dorama vamos presenciar um triângulo amoroso entre Bong Soon, Ahn Min-hyuk e In Guk-doo, mas que não é o foco principal da história. Mesmo não se dando muito bem, os dois rapazes precisam se unir diversas vezes para "proteger" Bong Soon e tentar resolver os crimes em que estão envolvidos.

É interessante ver o dilema da garota, que apesar de ter um dom e com ele poder ajudar muitas pessoas, prefere se esconder e tentar ser uma menina normal e delicada, coisa que ela definitivamente não é. Os outros personagens também tem dramas pessoais que parecem ser desconectados da principal veia da história, mas que com muita destreza são explicadas e se mesclam perfeitamente com as vidas dos envolvidos durante seu desenvolvimento.

O sequestrador encara todos seus crimes como um jogo e dá muito trabalho para a Polícia e para Bong Soon. Ele prevê os movimentos de seus investigadores e está sempre dois passos à frente todas as vezes. Seu objetivo é sequestrar mulheres e mantê-las em cativeiro com propósitos deturpados. Ele acaba se interessando por Bong Soon ao descobrir sua força e muda o foco de seus crimes para acabar com a garota.

Assim, temos uma trama que interliga todos os núcleos da série, tornando a história coesa e intrigante de assistir. Ele tem a dose certa de humor e romance e realmente foca na parte investigativa, enquanto não se esquece da rotina da protagonista na empresa e seus sonhos.

Strong Girl Bong Soon foi uma agradável surpresa para uma fã de histórias de romance-policial e recomendo até para àqueles que não sejam familiarizados com as produções sul-coreanas. Se assistirem não se esqueçam de comentar aqui no site para falarmos sobre a série ou também nas nossas redes sociais!

Se tiverem algum dorama para indicar, por favor, enviem para mim!

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário