quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Com boa premissa e desenvolvimento mediano O Homem nas Trevas é um filme para se ver com os amigos


O que você estaria disposto a fazer para mudar de vida? Para conseguir sobreviver a uma família abusiva e dar um futuro melhor a sua irmã mais nova. Essa é basicamente a premissa de O Homem nas Trevas.

Dirigido por Fede Alvarez, responsável pela nova versão de A Morte do Demônio, o filme apresenta a jovem delinquente Rocky, que tenta a todo custo juntar dinheiro para conseguir fugir de seus pais negligentes, levando sua irmã mais nova junto. Devido a isso, Money, o namorado de Rocky, consegue convencer a garota a invadir a casa de um homem cego, que supostamente tem um cofre em seu porão. O casal ainda conta com a ajuda de Alex, amigo de Rocky, porém o homem, apesar de cego, não é tão indefeso e impotente quanto parece.

Apesar do filme se utilizar de uma ótima premissa, em determinado momento o enredo acaba se tornando um tanto quanto previsível. A partir da metade do filme você já imagina o que vai acontecer e como a história irá terminar. O Homem nas Trevas não tem nada de terror, é mais um thriller psicológico que acerta no começo e falha em seu desenvolvimento a partir do meio do filme.

Alvarez deveria ter focado mais no personagem de Stephen Lang, que é o homem cego. Em determinado momento, os personagens são colocados na mesma condição do personagem de Lang, e é justamente aí que vemos o quão importante é o sentido da visão. Se o diretor tivesse investido muito mais tempo nesse quesito, o filme poderia ser muito melhor. Porque ao contrário de Rocky, vivida por Jane Levy, e Alex, vivido por Dylan Minnette, o homem cego tem muito mais experiência em se movimentar na escuridão do que os dois personagens, e é justamente aí que o filme acerta, pois, mesmo perdendo a visão, os outros sentidos do homem cego ficam muito mais apurados e ele consegue caçar os intrusos dentro de sua própria casa, em um típico jogo de gato e rato.

O nome de maior peso no elenco é Stephen Lang, que consegue atuar com muito bem no filme. O ator é mais conhecido pelo filme Avatar, onde interpreta o Coronel Miles Quaritch. É interessante saber que em O Homem nas Trevas, o personagem de Lang é um ex-militar, fato que acabou se tornando uma marca para o ator, que vive basicamente personagens com ligações com o exército.

Apesar de não ser muito conhecida pelo público de cinema, a atriz Jane Levy consegue realizar um bom desempenho no filme, captando a essência do desespero em ser caçada, ao mesmo tempo que não desiste de seguir seu objetivo que é o de dar uma vida muito melhor e mais digna para a irmã.

Outro pouco conhecido pelo público de cinema é Dylan Minnette, o mais recente filme do ator foi Goosebumps. A atuação de Dylan é mediana. Nada que chama muito atenção. O personagem dele está ali para tentar ser a voz da razão para a personagem de Jane Levy, porém, em seu íntimo, Alex nutre uma paixão pela amiga.

No final, O Homem nas Trevas é um filme para se ver com os amigos. Tem uma ótima premissa, que poderia ser muito melhor aproveitada.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário