quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Porque você deve ler Magisterium, a nova série de livros de Holly Black e Cassandra Clare


Olá novamente pessoal! Estou de volta para falar sobre livros. Na verdade, sobre uma série em específico. Magisterium, que é uma parceria entre as autoras Holly Black e Cassandra Clare, e que definitivamente vai conseguir prender muita gente.

Para quem não conhece, Cassandra Clare é a responsável pelas séries Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais e os Artifícios das Trevas. Já Holly Black, é mais conhecida pela série As Crônicas de Spiderwick, que ganhou um filme em 2008 pela Paramount.

Antes de mais nada, devo dizer que essa matéria não será uma crítica dos dois livros já lançados, mas sim uma espécie de apresentação para fazer com que novas pessoas comecem a ler a série. E prometo que em breve irei postar minhas críticas de O Desafio de Ferro e A Luva de Cobre.

Agora, sem mais delongas, vamos ao que realmente interessa, que é eu tentar convencer vocês, leitores.

Magisterium é muito bom, vale a pena ser lido. Fim de papo, agora podem ir na livraria mais próxima e comprar. Brincadeira pessoal. Falando sério agora. Magisterium realmente é uma série muito boa e divertida. Na verdade, eu devorei os dois livros sem nem sentir, isso tudo por causa da forma como a história é escrita. A fusão entre Holly Black e Cassandra Clare, fez surgir uma narrativa bem fluida e que te prende a todo momento.

Eu arrisco a dizer que existe mais da escrita de Black do que de Cassandra nos livros, pois, como leitor de Os Instrumentos Mortais, e de todas as outras séries da autora, eu reconheço bem sua forma de escrever, que em algumas horas chega a ser um pouco parada. Porém isso não ocorre com Magisterium. O livro possui uma dinâmica fantástica, e esse é um dos fatores que irá fazer com que os leitores se apaixonem pela série, além é claro, da história e dos personagens.

Os personagens são um dos maiores pontos da série. O trio principal, Callum, Aaron e Tamara são bem carismáticos e o leitor consegue se prender muito a eles. Eu por exemplo me tornei bem apegado à Callum.

O interessante é que cada um deles tem um segredo. Não irei contar pois seria spoiler, mas acredite, esse segredo acaba de certa forma influenciando e muito na história da série.

Muita gente vai relacionar o trio com Harry, Rony e Hermione, porém, é justamente isso que as autoras querem, que você sinta uma familiaridade com eles. Elas usaram a série criada por J.K. Rowling como uma fonte de inspiração para Magisterium. Eu sinceramente não vejo problema nisso, meu problema é quando o autor quer fazer algo parecido, porém não admite, mesmo que todos os indícios estejam no livro.

Outra coisa que fará os leitores relacionarem a história com Harry Potter é o fato de que Magisterium é sobre uma escola de magia. Porém, não é uma magia igual à usada por Rowling. Cassandra e Black resolveram usar magia elemental em sua história, e isso acaba deixando tudo ainda mais atrativo e interessante para o leitor.

Se vocês gostaram da animação Avatar: A Lenda de Aang, então tenho certeza de que vão adorar Magisterium. Imaginem magos que podem dobrar os elementos a sua vontade. É exatamente disso que se trata a história. Callum, Aaron e Tamara devem aprender a dominar os elementos enquanto travam uma batalha mortal contra o Inimigo da Morte, que quer dominar o mundo com sua magia do Caos.

Atualmente já foram lançados dois dos cinco livros da série: O Desafio de Ferro (The Irion Trial) e A Manopla de Cobre (The Copper Gauntlet). O terceiro livro, The Bronze Key (A Chave de Bronze em tradução livre), será lançado internacionalmente na semana que vêm, e a Galera Record, editora responsável por lançar os livros no Brasil, ainda não divulgou quando será lançado por aqui.

O nome dos outros dois livros são: The Golden Boy (O Garoto Dourado) e The Enemy of Death (O Inimigo da Morte). É bom lembrar que os títulos podem ser alterados, como ocorreu com A Manopla de Cobre, que antes iria se chamar The Copper Mask (A Máscara de Cobre) e com The Bronze Key (A Chave de Bronze), que antes seria chamado de The Cosmos Blade (A Lâmina do Cosmos em tradução livre).

Para finalizar, aqui vai uma curiosidade. Cassandra e Black venderam os direitos de adaptação de O Desafio de Ferro para a Constantin Films, a mesma empresta responsável pela adaptação de Os Instrumentos Mortais, tanto para o cinema quanto para a série de televisão, Shadowhunters. Porém, nenhuma novidade a respeito surgiu, e muitos fãs acreditam que a adaptação poderá não ocorrer. Eu até prefiro que seja assim, pois é melhor não ter uma adaptação, do que ter uma malfeita.

É isso pessoal, espero que tenham gostado da matéria. Se já tiverem lido a série, deixem nos comentários o que acharam sobre ela. E fiquem de olho que em breve as críticas estarão disponíveis no site.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário