quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Caity Lozt revela informações sobre Sara em Legends Of Tomorrow em entrevista


Ela lutou contra o Exterminador, foi ressuscitada no Poço de Lázaro, teve sua alma devolvida por John Constantine e agora fará parte de uma equipe que lutará contra Vandal Savage juntamente com Rip Hunter em Legends of Tomorrow da DC.

A atriz Caity Lozt, ou Sara Lance, a Canário de Arrow, agora lutará ao lado do Átomo, Nuclear, Mulher Gavião, Gavião Negro, Capitão Frio e Onda Térmica a bordo da máquina do tempo de Rip Hunter, The Waverider.

Veja abaixo a entrevista que a atriz concedeu ao site Comic Book sobre a série Legends Of Tomorrow que estréia amanhã nos EUA na CW.

CB: Eu lembro de ter conversado com Brandon Routh (Átomo) e ele dizer que começou a gravar Legends antes de voltar para as gravações de Arrow. Você teve algum problema para saber onde sua personagem estaria entre as séries?

CL: Não, eu comecei a gravar Arrow antes de começar o nosso show. Eu retornei na primeira parte da quarta temporada de Arrow em agosto e não começamos as filmagens de Legends Of Tomorrow até setembro.

CB: Nos dois primeiros episódios você parece ser capaz de revidar qualquer um e ter as habilidades de uma pessoa normal entre os personagens do elenco. Você diria que isso é justo?

CL: Eu não sei; Eu acho que ela é a mais normal porque não possui nenhum super poder, mas ao mesmo tempo ela morreu e ressuscitou, e foi treinada pela Liga dos Assassinos; ela não teve uma vida normal. Então eu acho concordo e discordo disto.

CB: Tem algum personagem particular que você está gostando de ter a chance de trabalhar?

CL: Você sabe, é sempre tão diferente cada dinâmica que temos que explorar. Eu gravei uma cena com o personagem vivido por Dominic Purcell [Onda Térmica], e nós não tínhamos realmente gravado juntos antes, e foi ótimo. Acho que Sara irá se divertir muito com ele e o Capitão Frio. Tem muita energia dinâmica com Rip, o que é interessante e divertido de fazer. Nós gritamos um com o outro e discordamos muito.

CB: Você acha que se afastar de sua família, Nyssa e tudo, por mais difícil que seja, é libertador para Sara?

CL: Eu acredito que ela sempre sente tanta culpa, medo e responsabilidade por ter pessoas amadas ao seu redor, ela sentia que os estava machucando e desapontando o tempo todo. Eu acho que foi mais libertador para ela, mas acredito que Legends deu uma oportunidade dela ter um propósito. O que ela tem feito com sua vida? Ela tem todas essas habilidades e muitas experiências horríveis em sua vida e agora procura por uma oportunidade de fazer uma mudança a partir de tudo isso. "Okay, estou agradecida que eu estava naquele barco naquele dia, porque agora eu salvei o mundo e ajudei pessoas."

CB: Você é caracterizada como estando perdida e em busca de direção no piloto da série. Você sentiu isso quando estava em Arrow ou isso é um novo elemento para Sara?

CL: Eu acho que a segunda temporada [de Arrow] foi uma temporada maravilhosa para a Sara. Ela fez, mudou e experimentou muito. Já na terceira temporada, não teve muita coisa. Ela morre e fica deitada morta, então não acho que tenha sido uma boa temporada para ela. Na quarta temporada eu apenas participei de alguns episódios e me preparava para Legends. Agora, esta é uma peça gigante para a personagem, especialmente a primeira temporada e os dois primeiros episódios, em particular, sobre a criação de uma grande história muito conduzida pela trama. Enquanto se desenrola, fica mais profunda e mais conduzida pelos personagens, e eu realmente gosto disso.

CB: Ela sente diferença quando troca as lutas contra caras com espadas por viajantes do tempo imortais?

CL: A Sara é a Sara. Ela se ajusta a qualquer cenário que se encontra. Eu não acho que tematicamente ou o tom - Na realidade, há uma diferença no tom entre Arrow e Legends. Há uma leveza e ela está se ajustando a isso, que é um pouco desafiador.

CB: E você? Você teve algum problema em sentir-se fiel a Sara em um show que é tão leve e animado comparado a Arrow?

CL: Não, porque nosso show é insano. Nossa série é tudo. É super engraçada e leve, mas ao mesmo tempo é dramática e obscura. Algumas pessoas dizem que não se parece com Os Vingadores porque é obscura e outras dizem que "é totalmente como os Vingadores", mas tem aquela coisa autêntica que não sabemos como acontece, mas consegue chegar a todos os lugares e ao mesmo tempo ser o mesmo show.

CB: Enquanto você salta através dos tons, você também salta através das eras. Você já tem algum período de tempo favorito que visitou?

CL: Os anos 70 são muito divertidos. Também, o próximo episódio, que provavelmente não estou autorizada a dizer onde estaremos indo, mas estou muito animada para isso. O período que Sara visitou, mas não gostou, foi os anos 50, aquele tipo subúrbio idealista e perfeito e todo aquele sexismo. Ela definitivamente não curtiu os anos 50. Mas foi divertido de fazer, por causa de todo o figurino, carros e tudo mais.

CB: Com isso dito, você tem um interesse amoroso vindo dos anos 50. Eu achei, quando li esta informação, que seria estranho encaixar uma "Mulher dos anos 50" para Sara. Ela vai voltar atrás ou vai ser apenas um caso?

CL: É sim [um pouco estranho]. Até agora é somente naquele episódio, mas nunca se sabe.

CB: E sobre Nyssa? Você acha que vamos ver isso sendo resolvido este ano, ou existem muitas outras coisas para lidar?

Cl: Até agora ninguém mencionou [Nyssa] e eu acredito que esta temporada não será sobre amor para Sara Lance. Ela precisa descobrir quem ela é sozinha. Eles não planejaram. Eu adoraria que eles fizessem. Eu amo a Katrina e todos amam Nyssa e Sara. Eu acredito que pode acontecer, não imagino que nunca aconteceria.

Animados para ver a Sara e todas as outras lendas e Legends Of Tomorrow? A série estréia amanhã nos EUA! Quais as expectativas? Deixem nos comentários!

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário