quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Review | The Flash: "The Fury of Firestorm" (S02E04)


O quarto episódio de Flash mudou o ritmo da temporada com uma carga mais emocional ao trabalhar com a introdução da nova metade do Nuclear, desenvolver a relação entre Barry e Patty, além de usar a história da mãe de Iris para pavimentar a introdução de Wally West na série.

Atenção, a Review à seguir contém Spoilers!!!

Dessa vez seguindo diretamente da recaída do Professor Stein no episódio anterior, o capítulo da semana apresentou imediatamente sua situação, agora em estado crítico pelo tempo sem se fundir com Ronnie. Sobrevivendo apenas com o estabilizador usado por Wells na temporada passada para recuperar sua velocidade, Stein precisa de um novo indivíduo para se fundir e regularizar sua condição, o que é rapidamente providenciado por Caitlin ao indicar dois possíveis candidatos, o cientista Henry Hewitt (Demore Barnes) e o ex-estudante e jogador de futebol americano, Jefferson Jackson (Franz Drameh).

Henry, contudo, acabou se mostrando não compatível, mas a sua interação nos S.T.A.R. Labs acabou por ativar suas habilidades inertes, tornando-o o vilão da semana. A participação do personagem no episódio acabou se tornando desnecessária por si só, tendo como único ponto positivo dar mais tempo de tela para Jefferson Jackson estrear como Nuclear.

Ter Franz Drameh na pele de Jefferson ajudou muito, tanto através da capacidade atlética e ambição revelados no flashback inicial, quanto na sua frustração após a explosão do acelerador de partículas. A sua fusão com Stein chega como uma possibilidade recomeço, deixando clara a empolgação do personagem, o que contribui, juntamente com suas diversas experiências, para construir carisma e preencher o espaço deixado por Ronnie.

Falando em Ronnie, The Fury of Firestorm foi um marco necessário para Caitlin. Ter Jefferson como o novo par do Professor Stein serviu para que ela finalmente aceitasse a partida de Ronnie. E, assim como Family of Rogues, o episódio da semana serviu como mais uma preparação para a estreia de Legends of Tomorrow, agora com mais um membro da equipe encaminhado para a nova série.

A relação de Barry e Patty foi outro ponto alto da semana. A cada novo episódio, a interação entre os dois se intensifica e dessa vez não foi diferente. Barry já recebeu o aval de Joe para seguir em frente com Patty, inclusive uma boa motivação, além do fato de que o tempo só os tem aproximado. Acredito que a relação dos dois será bastante positiva para a série e a sinceridade e simplicidade de Patty será um forte ponto de sustento para Barry diante dos próximos desafios.

Patty Spivot e Barry Allen - Foto Reprodução Episódio

Também interessante foi o desenrolar da história de Iris e Francine. O que poderia ter se tornado em capítulos e capítulos de conflitos típicos de novela, acabou se tornando uma porta para introduzir Wally West na série. Nos quadrinhos, Wally aparece primeiro como o Kid Flash, que também é um velocista, mas carregou o próprio manto do Flash por muitos anos. Nos Novos 52 teve menor participação como o sobrinho de Iris, mas, pelo andar da história, ele poderia ser introduzido como o irmão de Iris/filho de Joe na série.

O episódio serviu, ainda, como um gatilho para os próximos acontecimentos da linha principal da história. Apesar dos episódios anteriores terem criado uma aparência de certo modo vilanesca para Harrison Wells, é possível que Wells se mostre como um aliado de Barry e da equipe dos S.T.A.R. Labs, auxiliando na luta contra Zoom e para fechar as 52 fendas em Central City. Particularmente, estou bastante curioso para ver como Wells intervirá na história e como Barry reagirá diante disso, mas ver Wells atirando contra o Tubarão-Rei já foi intrigante o suficiente (tenho que ressaltar que mesmo com uma rápida aparição, o Tubarão-Rei está fantástico e adoraria vê-lo lutar contra Gorila Grodd).

Por fim, a despedida de Stein e Cisco foi bastante sentimental ao final do episódio. Fico feliz em ver como Stein se tornou uma espécie de pai para a equipe e espero que ele também seja um importante elo de ligação entre os membros de Legends of Tomorrow. O discurso de Barry sobre segundas chances também veio carregado de um grande conteúdo emocional e se encaixa muito bem com a volta de Harrison Wells para a série. Será que Barry dará uma segunda chance a ele?

Conclusão:

O episódio da semana veio carregado de conteúdo emocional, desenvolvendo um lado mais interativo dos personagens. A procura de um novo parceiro para o Professor Stein foi suficiente para manter o interesse aceso na trama, apesar de não ter grandes desdobramentos, mas a primeira indicação da chegada de Wally West para a série e a reintrodução de Wells contribuíram para fortalecer a chama do episódio, assim como a ótima qualidade demonstrada nas cenas do Nuclear e do Tubarão-Rei contribuíram para o conjunto da obra.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário