quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Review | Arrow: "Beyond Redemption" (S04E04)


No quarto episódio da temporada de Arrow, Laurel lidou com as consequências de sua escolha de trazer Sarah de volta a vida, enquanto Oliver progrediu na sua candidatura a prefeito. Mas o destaque da semana foi para a jornada emocional que o Capitão Lance teve que atravessar em meio a um conflito interno sobre acontecimentos recentes.

Atenção, a Review à seguir contém Spoilers!!!

Um dos principais focos da semana recaiu sobre a candidatura de Oliver para a Prefeitura de Star City. Seguindo os eventos do segundo episódio da temporada, no qual Oliver percebeu que, para salvar sua cidade, precisaria trabalhar tanto na luz quanto nas sombras, Oliver se apropriou do antigo escritório eleitoral de Sebastian Blood para desenvolver a própria campanha, além de usar sua extensão para criar a Arrow-Caverna 3.0 (Ou qualquer outro nome apropriado). O importante disso, é que finalmente a equipe Arrow ganhou um esconderijo apropriado com espaço para todos os novos membros e tecnologia de ponta (Obrigado, Cisco!).

Mas o ponto alto desse arco foi a relação de Oliver com o Capitão Lance. Apesar do fato de que os dois já estavam caminhando para um entendimento comum, em Beyond Redemption a relação atingiu seu pico. Oliver revelou que sempre viu Lance como alguém melhor e mais correto do que ele mesmo, o que foi, inclusive, sua motivação para se candidatar a prefeito. Mas a relação de Quentin com Damien Dahrk abalou as crenças de Oliver, ao ponto de que os dois tiveram que reconstruir o respeito mútuo que já vinha se firmando entre eles.

Em particular, as cenas de conversação com Oliver na casa de Lance foram fantásticas. A atuação de Paul Blackthorne e Stephen Amell também nunca estiveram melhores e funcionaram muito bem com a pouca luminosidade e o tom de seriedade do momento.

É prazeroso ver o desenvolvimento que Oliver e Lance tiveram ao longo da série, assim como com toda a equipe Arrow (já que Lance já atingiu um nível de confiança para que fosse convidado a não mais tão secreta Arrow-Caverna). Já ficando em lados antagônicos, agora realmente há um sentimento de que eles podem trabalhar juntos, tanto pelas pequenas intervenções de Oliver na Delegacia de Polícia, quanto pela nova operação para enfrentar Dahrk (o que pode acabar muito mal, por sinal). E se Oliver for eleito prefeito de Star City, essa relação será muito beneficial para todos os lados.

Oliver anuncia sua candidatura para prefeito de Star City - Foto Reprodução Episódio

Além de passar por esse entendimento com Oliver, fazendo repensar suas escolhas, Lance ainda teve que lidar com uma série de outras questões emocionais no capítulo da semana. Desde policiais corruptos a uma crise familiar, Quentin Lance teve que superar diversas barreiras e dar um salto emocional. É verdade que o conflito dos policiais não trouxe desdobramentos extremos para a série (fora cenas de batalha admiráveis), mas serviu como um excelente pano de fundo para tratar do drama dos personagens.

O dilema de tirar a vida de Sarah ou não também foi bastante forte. Conforme já se especulava, Sarah retornou sem sua alma e esse será um fardo que Lance, mas, principalmente Laurel deverão suportar. Com sorte, a situação deve se resolver em Haunted com a chegada de John Constantine a série. O personagem é conhecido pela sua relação com o místico e o sobrenatural e já teve sua própria série, mas falarei mais sobre ele na próxima review.

Em um tom menor, Felicity continuou a se destacar, agora garantindo os fundos para a campanha de Oliver. Sua relação com a Palmer Tech, com os acionistas e Curtis tem trazido um alívio cômico e um ar mais leve para a série. Definitivamente é algo que os escritores devem continuar explorando, mas só é preciso tomar cuidado para não distanciar muito a sua linha da história principal.

Os flashbacks se mantiveram no mesmo passo que os das últimas semanas, com Oliver ainda apresentando problemas para manter seu disfarce, ao mesmo tempo em que procura uma forma de ajudar os prisioneiros. O mais interessante dos flashbacks dessa temporada será comparar as escolhas e comportamento de Oliver de quando estava na ilha para os dias atuais, pois quando antes víamos sempre um Oliver mais sério, agora temos também um Ollie mais descontraído e divertido (a melhoria foi essencial).

Conclusão:

Sem dúvidas o melhor episódio da temporada, Beyond Redemption mostrou que, apesar do título, mesmo diante de escolhas erradas sempre há uma saída e uma chance de redenção. A quarta temporada vem dando um show de cenas de luta excepcionais, além de reforçar o desenvolvimento emocional dos personagens. O episódio também ganhou pontos por voltar a utilizar a frase "You have failed this City!", mas terminou ainda mais forte com o discurso de candidatura de Oliver ao usar a frase de abertura da série para confirmar que Oliver Queen é o salvador que Star City precisa.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário