quinta-feira, 12 de março de 2015

RetroAnime | Super Campeões


Hoje trago para vocês uma série que marcou época e ajudou muitos garotos a serem os craques de hoje, sem contar que nós somos o país do futebol. É hora de falarmos de uma das mais populares séries de anime desportivo, uma das mais conhecidas no mundo, e muito por aqui, que narra à história de um jovem jogador japonês cujo sonho era jogar na seleção… seleção Brasileira.
Foto - Reprodução internet
A série de mangá Captain Tsubasa, também conhecido como Flash Kicker, é um mangá, animação e popular série de longa duração japonesa criada originalmente por Yōichi Takahashi em 1981, publicada originalmente na Weekly Shōnen Jump entre 1981 e 1988. Foi exportada e bem recebida na América do Sul, Europa e Oriente Médio. A série é conhecida como Super Campeões no Brasil e ainda como Capitão Falcão (1ª exibição). É conhecida por Campeões: Oliver e Benji em Portugal, abrangendo um total de 37 volumes. Ele teve uma continuação chamada Captain Tsubasa J (World Youth), que foi serializado entre 1994 e 1997 na Shonen Jump, abrangendo 18 volumes, e outra intitulada Captain Tsubasa: Road to 2002, que foi serializado entre 2001 e 2004 na Weekly Young Jump, que se estendeu por 15 volumes. A mais recente continuação, Captain Tsubasa: Rising Sun foi publicada na Grande Salto a partir de dezembro de 2013. O mangá de Captain Tsubasa já vendeu mais de 70 milhões de cópias no Japão tornando-se uma das séries mais populares da Shonen Jump de todos os tempos.

A série original de quadrinhos Captain Tsubasa foi adaptada pouco depois para uma série de animação para TV, produzida por Production Tsuchida, cuja primeira temporada estreou no Japão entre 10 de outubro de 1983 e 27 de Março de 1986. Esta primeira série conta apenas a sinopse dos primeiros 25 volumes. Quatro filmes de animação foram lançados entre 1985 e 1986, dando continuidade ao enredo. Em 1989, uma nova série de animação, Shin Captain Tsubasa, foi produzida pela Shueisha e CBS Sony Group, Inc. e duraram 13 animações de vídeo original (OVAs). Shin Captain Tsubasa conta a historia entre o volume 25 e o volume 36. A série de animação foi seguida logo depois por uma segunda continuação, intitulada Captain Tsubasa J, produzido pelo Studio Comet, que foi ao ar entre 21 de outubro de 1994 e 22 de Dezembro de 1995, no Japão durou 47 episódios, temos também uma outra série OVA, Captain Tsubasa: Holland Juventude, que foi publicado em 1994. A série animada foi continuada em ainda mais um titulo, conhecida como Captain Tsubasa “Road to 2002”, a mais recente adaptação animada da série, animada pelo TAC Group, que foi ao ar no Japão entre 07 de outubro de 2001 e 6 de outubro de 2002.

Vamos falar um pouco sobre o enredo....

A história centra-se sobre as aventuras de um time japonês de futebol juvenil, a série é caracterizada por movimentos de futebol dinâmicos, muitas vezes elegantes e implausíveis. O enredo centra na relação do jovem Oliver Tsubasa, ou Tsubasa Oozora, cujo nome se traduz literalmente como "Big Sky Wings", demonstrando a força da amizade, a ação e resultado de cada jogo de futebol, força de vontade e a busca por ideais unindo um time que nunca poderia ter jogado juntos.
Foto - Reprodução internet
Tsubasa quando tinha apenas pouco mais de um ano de idade, ele quase foi atropelado por um ônibus enquanto brincava com uma bola de futebol. No entanto, Tsubasa realiza que a bola serviu como uma almofada para a maior parte do impacto. A força da colisão jogou ele longe, mas ele foi capaz de se salvar usando a bola. Por isso, o famoso lema de Tsubasa Ozora "A bola é minha amiga". Desde que ele era pequeno, ele sempre saiu com uma bola de futebol. Sua mãe conclui que ele realmente nasceu apenas para jogar futebol. Em uma idade muito jovem, Tsubasa Ozora já tem incrível velocidade, resistência, capacidade de drible e um poderoso chute, qualquer um surpreendia-se ao vê-lo jogar.

No início da história, os dois se mudam para a cidade de Nankatsu, uma cidade conhecida por suas talentosas equipes de futebol da escola primária e onde Tsubasa ajuda Ryo Ishizaki, um jovem estudante e amante de futebol que muitas vezes foge de casa e das tarefas que sua mãe pede para jogar futebol. Ele conhece Sanae Nakazawa (também conhecida como Anego), sua futura esposa, uma menina entusiasmada que também adora futebol e ajuda a alegrar o Nankatsu , sem esquecer de Genzo Wakabayashi (Benji Wakabayashi, na versão dublada), um jovem goleiro de grande talento que ele logo desafia para um jogo em no anual festival de esportes de Nankatsu. Nesse jogo Oliver conhece Roberto Hongo, um dos melhores jogadores de futebol do Brasil, que é um amigo do pai de Tsubasa, e que chega ao Japão para uma cirugia no olh. Roberto se torna um mentor para Tsubasa e ajuda-o a aproveitar suas habilidades de futebol, convencê-lo a se juntar ao time do Nankatsu, que Roberto treina mais tarde quando ele passa suas técnicas para Tsubasa.
Foto - Reprodução internet
O primeiro ensinamento que Roberto faz, é mostrar como dar uma bicicleta do meio de campo. Sim amigos, isso é um anime e o impossível se torna mágico. Em pouco tempo, Tsubasa domina a arte, assim como outras técnicas (vai dizer que nunca se emocionou quando ele aprendeu uma nova técnica? impossível amigo).
Foto - Reprodução internet
Com o desenvolver do anime, vamos conhecendo outros personagens e suas características como Carlos Misaki, que forma uma mais que perfeita dupla de ouro com Tsubasa, Kojiro Huega (Hyuga) o Tigre que possui um chute canhão, devastador para os adversários, Ken Wakashimazu o goleiro que utiliza de karatê para praticar suas defesas impossíveis, Shingo Aoi, comparável ao Dan (de Street Fighter), porém muito mais útil ao selecionado e no craque absoluto no futebol italiano, Os Irmãos Tachibana, os pequenos velozes do time (talvez tivessem sido alunos do famoso rato ligeirinho, kkkkk, não mesmo), Misugi o coração valente do time, entre outros.
Foto - Reprodução internet
O mais legal da série em si é a relação com o mundo real, tanto para times quanto jogadores. Uma pena que em Road to 2002, os nomes ficaram muito genéricos, é quase certo que devido aos direitos autorais…, e assim temos o melhor jogador do mundo no anime, Rivaul (Rivaldo), atuando no Catalunia (FC Barcelona) e que recebe Tsubasa na sua carreira internacional (porém ele também joga no São Paulo, ou Sãopas). Alguns reconheceremos fácil, se você for fã de futebol incondicional, porém, em alguns outros o nome ficou bem aquém, como Willen Arminus, ou Edgar Davids.
Foto - Reprodução internet
Apesar de todas as diferenças que os animes possuem com o mangá, Captain Tsubasa é uma recomendação certeira se você quer ver um anime esportivo muito bom, e bem lutador como todo anime esportivo é (ou nunca reparou que são animes de luta disfarçados?), a série Captain Tsubasa é mais que recomendada e fica a dica, procure pelo mangá também.

Algumas curiosidades....

Muitos nomes genéricos apareceram na série Road To 2002 e na série J por não ter direitos autorais, ou simplesmente por serem inspirados ou baseados em pessoas reais. Sendo alguns deles:
Times (CTJ):

• Juveline (o nome só apareceu no Jogo) = Juventus
• Sãopas = São Paulo
• Flonoria = Flamengo
• ACM = AC Milan
• Intina = Inter de Milão

Times (Road To 2002):

• Piemonte = Juventus
• Catalunha = Barcelona
• Brancos = São Paulo
• Domingo = Flamengo
• Buenos = Racing Santander
• Grunwald = Hamburgo
• Rotburg = Bayern de Munique
• Lombardia = Inter de Milão B
• Emilia = Parma
• Calabria = Torino
• San José = Real Madrid
• Roland = Werder Bremen

Além disso, o Campeonato Regional que foi decidido entre São Paulo e Flamengo (Brancos e Domingo) era na realidade o Torneio Rio-São Paulo.
Foto - Reprodução internet
O sucesso da série estimulou várias adaptações de videogame Nintendo Super Famicom. Enoki Films detém a licença nos EUA para Captain Tsubasa, sob o título do Flash Kicker. Em uma pesquisa conduzida pela TV Asahi, em 2005, a série de anime Captain Tsubasa classificou 41 em uma lista de 100 melhores séries de anime.

E na próxima semana...
Foto - Reprodução internet

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário