segunda-feira, 14 de julho de 2014

[Full Review] Bokura Wa Minna Kawaisou


Bokura Wa Minna Kawaisou é o anime originado do mangá  de mesmo nome de autoria de Ruri Miyahara. O anime foi exibido entre 3 de abril de 2014 e 19 de Junho de 2014 com um total de 12 episódios.

O anime apresenta Kazunari Usa, um estudante colegial que passa a morar no Complexo Kawai juntos com vários indivíduos "únicos": Ritsu, a senpai que ele admira, o masoquista romântico Shirosaki, a bela Mayumi, que não possui sorte com homens, entre outros.

Eu vou ser direto, esse foi o meu anime preferido da Spring Season e existe um risco muito grande de parcialidade na minha opinião. Mas esse não é o único motivo, eu sempre fico muito feliz quando eu encontro um anime Slice of Life, ou colegial de qualidade.

Eu sou ciente de que muitos fãs de animes preferem cenas super emocionantes de batalhas e muitos poderes, habilidades, golpes e tudo mais. As vezes eu me sinto um pouco sufocado no meio de uma avalanche de Shonens e eu me, geralmente, me sinto na obrigação de valorizar animes de qualidade que conseguem se destacar de forma diferente.

Bokura Wa Minna Kawaisou possui um diálogo bem humorada e inteligente, que é alcançado a partir de personagens interessantes que possuem, cada um, uma maneira diferente de enxergar os momentos e situações presentes no anime.


Usa geralmente tem uma visão otimista e sonhadora e é aquele personagem fácil de ler que geralmente sobre "bullying" dos demais personagens. Shirosaki é um personagem extremamente despreocupado e sempre se apresenta de forma nada convencional. Mayumi adora fazer pouco dos demais personagens mas geralmente tem de engolir as próprias palavras pois é facilmente contrariada. Sayaka é a especialista em manipular os outros personagens para o seu próprio entretenimento.

Essa variedade de personagens ótimos e divertidos forma uma espécie de quebra-cabeça, onde cada personagem se encaixa no diálogo e cada um tem seu espaço em cada episódio. Inicialmente eu pensei que isso tornaria os diálogos previsíveis, mas me foi provado o contrário. Eu era constantemente pego de surpresa por algum comentário de algum dos personagens o que manteve meu interesse nos episódios no ápice na maioria dos momentos.


Mas eu não acredito que apenas os diálogos extremamente divertidos foram a única razão de eu amar esse anime. Eu geralmente sinto falta de algo que eu considero muito característico do gênero, que são as expressões exageradas e o uso completo da tela para demonstrar as emoções e o estado de espírito dos personagens. E eu tive bastante disso nesse anime. Afinal, o que seria um personagem deprimido sem os tons de roxo atravessando suas faces ou o que seriam os personagens felizes sem que por trás deles aparecessem múltiplas cores e flores.

Outro ponto importante é que todos os personagens principais mostraram ter algum segredo por trás deles para incrementar o enredo. Por exemplo, Usa era o" cuidador de estranhos", Shirozaki era amado por uma garotinha de 9 anos, a única amiga de Sayaka era completamente nerd e não podia ser mais diferente do que ela. Infelizmente, os 12 episódios podem não ter sido suficientes para mostrar um pouco mais de todos os personagens e os novos fãs como eu e alguns de vocês teremos que caçar o mangá para satisfazer nossas curiosidades.


Eu nunca fiquei estive tão feliz em assistir um episódio e ver que ele ainda estava na metade, pois eu sempre queria assistir e me emocionar mais um pouco com esse anime. Eu sei que considerar esse o melhor anime da temporada não é uma opinião que terá muito suporte, considerando que tivemos títulos de peso como No Game No Life, Black Bullet, e JoJo's Bizarre Adventure: Stardust Crusaders, mas mesmo assim, eu acho essencial intimá-los a separarem alguns minutos do seu dia para assistir essa obra de arte.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário