quinta-feira, 23 de maio de 2013

Sinopse de 'REAL', filme de Kiyoshi Kurosawa


Fonte: TBS (Tokyo Broadcasting System).
Site oficial do filme: real-kubinagaryu.jp
Agradecimentos especiais a Eriko Miura e Yuhka Matoi!
SPOILER!: Esse artigo contém detalhes do enredo e imagens do filme.

Em Janeiro, a SciFi Japan apresentou o futuro filme de Kiyoshi Kurosawa, REAL (リアル〜完全なる首長竜の日, Riaru Kanzen Naru Kubinagaryu no Hi). Com a estreia do filme se aproximando, em 1º de Julho, nos orgulhamos de apresentar a sinopse em português além de novas imagens, cortesia da TBS.
A mais nova contribuição de uma dos mais conhecidos cineastas do Japão, diretor de Tokyo Sonata, Retribution e Bright Future.

A realidade psicológica invade o plano do tempo-espaço nesse elaborado quebra-cabeça fantástico de ficção científica.

Sinopse

Cartaz inglês do filme
Começando com Cure (キュア, Kyua, 1997) e seguindo com filmes como Pulse (回路, Kairo, 2001), Bright Future (アカルイミライ, Akarui Mirai, 2003), Doppelganger (ドッペルゲンガー, Dopperugenga, 2003), Retribution (叫 / 叫 さけび, Sakebi, 2006), e Tokyo Sonata (トウキョウソナタ, 2008), o diretor Kiyoshi Kurosawa se tornou um nome familiar em Cannes e, subsequentemente, no mundo. REAL é a história de um amor verdadeiro que está no limite entre a realidade e a ficção. Um dos membros do casal tenta descobrir a causa da tentativa de suicídio do outro e se depara com os limites entre o colapso real e o irreal nesse mistério multidimensional com uma reviravolta surpreendente.

"A Perfect Day for Plesiosaur", o romance de onde o roteiro foi tirado, ganhou o prêmio 'This Mystery is Excellent!" em 2010, merecendo comentários como "A qualidade e o contexto se destacam do resto" e "Eu aguardo ansiosamente pelo dia em que essa livro será uma sensação no Japão" do painel de jurados. Ao reimaginar essa obra em seu filme, o diretor Kurosawa se esforçou para preservar o fascínio do romance e ao mesmo tempo, dar um toque pessoal a história.

Fazem quatro anos desde Tokyo Sonata, o último filme lançado de Kurosawa, e as expectativas estavam em alta no Japão e no exterior até o diretor suspender o embargo a informações sobre esse filme em Julho do ano passado. O elenco contra com dois dos mais conhecidos jovens atores japoneses, Takeru Sato, ainda nas graças do sucesso de Rurouni Kenshin (るろうに剣心, 2012), e Haruka Ayase, cujos feitos incluem o espadachim cego em Ichi (市, 2008). Também farão parte do filme Miki Nakatani (Ring e Memories of Matsuko) e Joe Odagiri (Bright Future, My Way) em conjunto com um ator regular nos filme de Kurosawa, Kyoko Koizumi (tokyo Sonata, Penance).

Miki Nakatami é a psiquiatra Eiko Aihara
"Essa é a primeira vez que eu trabalhei com uma história desse tipo" - comentou Kurosawa. "É um romance muito peculiar e eu queria desafiar o principio de que não se pode filmar o que acontece no coração de uma pessoa." Com sua recente série de televisão, Penance, completa e sendo exibida em festivais como Venice e Toronto, REAL provavelmente será um dos lançamentos mais esperados de 2013.

Shingo Takagi (Shota Sometani) e Sawano (Joe Odagiri).
História

Koichi e Atsumi são um casal e se conhecem um ao outros desde a infância.

"É estranho...É como se sempre estivéssemos vivendo juntos dessa maneira."
"E sempre estaremos."
"Eu espero que sim."
"Claro. Com certeza estaremos."

Um ano atrás, Atsumi aparentemente tentou cometer suicídio, e desde então está em coma. Entretanto, o "sensoriamento", um tipo de tratamento neurológico, permite a comunicação com pacientes em coma e, através disso, Koichi tenta descobrir porque ela tentou se matar, além de encorajá-la a acordar. ele teme o que ele pode achar no inconsciente dela desta maneira, mas ele está desesperado para trazê-la de volta. Encorajado pela médica de Atsumi - que diz que Koichi é vital no que está acontecendo - ele se submete ao "sensoriamento".

A primeira seção de sensoriamento leva Koichi a mente inconsciente de Atsumi. Lá, ele a vê sentada em sua mesa, desenhando mangás do dia a noite. "Na escola primária", ele de repente fala "Eu desenhei para você plesiossauro. eu quero ele. Estava perfeito. Você encontraria ele para mim? Eu sinto que olhar para ele de novo irá me dar confiança para continuar minha carreira de mangáka."

E assim começa esse diálogo dentro do inconsciente de Atsumi. Koichi explica a situação para Atsumi, contando que ela está em coma a um ano e que eles podem se comunicar através do sensoriamento. Ele pergunta a ela a razão da tentativa de suicídio, mas ela responde que quer apenas que ele ache o desenho do plesiossauro.

Ele recebe uma ligação do hospital; Atsumi está indicando que quer um sensoriamento. Ele se apressa. "Eu não tenho nenhuma memória minha que não sejá desenhando mangá," diz ela. "É como se eu não fosse mais eu mesma! Eu quero sair daqui!" Eles saem do apartamento em que eles vivem apenas para se depararem com uma rua cheia de "zumbis filosóficos" contemplativos e uma densa neblina. Esse é o mundo do subconsciente de Atsumi, uma realidade virtual que ela não consegue recriar em mangá. Eles dão as mãos e entram na neblina, emergindo na ilha de Hikone , onde ambos cursaram o primário. Em uma pequena enseada eles veêm uma bandeira vermelha flutuando nas ondas do mar, e um garoto familiar saindo da água ao encontro deles.

Acordado do sensoriamento, Koichi decide visitar a ilha no mundo real. Ele se lembra de um lugar secreto que ele e Atsumi tinham na mata. Lá, ele encontra um caderno de rascunhos onde provavelmente o plesiossauro foi desenhado, mas está mundo desgastado para ser tirado de lá.
Ele conta para Atsumi sua descoberta. "Esqueça," fala ela. "O sonho que eu estava tendo, acabou." Koichi acha que Atsumi pode finalmente acordar, mas ela desaparece, junto com a neblina. Ele grita o nome dela, mas acorda no hospital. Os funcionários de lá são zumbis filosóficos. Imaginando se a barreira entre oo mundos exterior e interior entrou em colápso, Koichi volta a seu apartamente.

"Finalmente nos encontramos."
Atsumi aparece na frente dele...

Ciente do que está acontecendo, Koichi começa a se lembrar. Algo mais está incomodando ele: O garoto...

Koichi encontra Atsumi trabalhando duro em seu mangá
Diretor: Kiyoshi Kurosawa

Nascido em 1995 no distrito de Hyogo, ele começou a fazer filmes de 8mm enquanto estudava na universidade de Rikkyo, participando no Pia filme Festival em 1980. Filmes como The Excitement of the Do-Re-Mi-Fa Girl (Do-Re-Mi-Fa-Musume no Chi wa Sawagu, 1985) e O Guardião do Subterrâneo (Jigoku no Keibiin, 1991) conquistaram-lhe vários fãs entusiastas. seu roteiro de Charisma (カリスマ, Karisuma, 2001) garantiu-lhe um bolsa de estudos no Sundance Institute nos Estados Unidos em 1992.
Cure, exibido no Rotterdam International e outros festivais, atraíram para ele atanção internacional. Filmes incluindo Pulse, Bright Future, Doppelganger, Loft (ロフト, Rofuto, 2005), Retribution e Tokyo Sonata foram exibidos como candidatos em Cannes, Busan e Venice. Penance (贖罪, Shokuzai, 2012), um Dorama, teve uma honra única de ser exibido nos festivais de Venice e Toronto.

Créditos

Estreia no Japão: 1º de Junho de 2013.
Duração: 127 minutos.

Estrelando
Koichi Fujita: Takeru Sato
Atsumi Kazu: Haruka Ayase
Eiko Aihara: Miki Nakatani
Sawano: Joe Odagiri
Shingo Takagi: Shota Sometani
Yonemura: Keisuke Horibe
Pai de Atsumi - Haruhiko: Yutaka Matsushige
Mão de Koichi - Makiko: Kyoko Koizumi
Equipe
Diretor: Kiyoshi Kurosawa
roteiro: Kiyoshi Kurosawa, Sachiko Tanaka
História original: A Perfect Day for Plesiosaur por Rokurou Inui (Takarajimasha, Inc.)
Produtor: Takashi Hirano
Fotográfia: Akiko Ashizawa
Edição: Takashi Saito
Música: Kei Haneoka
Trilha Sonora: “REM” por Mr. Children
Produção: “REAL” Production Committee
Companhia de produtora: Twins Japan, Inc.
Distribuição: Toho
Vendas Internacionais: TBS

Você também pode gostar