sexta-feira, 13 de abril de 2018

Godzilla enfrenta exército mongol na primeira edição de Rage Across the Time


Em 1954, Ishiro Honda lançou nos cinemas japonesas a sua alegoria sobre a bomba atômica, Godzilla. Nas mais de seis décadas que se passaram a sua criação se reinventou tornando-se um símbolo da cultura pop.

O Rei dos Monstros, como é comumente conhecido é detentor de 32 longa metragens produzidos no Japão e duas produções norte-americanas. Além disso já apareceu em animações, quadrinhos e foi homenageado diversas vezes na literatura, cinema e programas de televisão. O fato é que Godzilla se consagrou como um ícone e até hoje perpetua sucesso.

Em 2016 a IDW lançou uma mini-série intitulada "Godzilla: Rage Across the Time". Uma coleção dividida em cinco edições que coloca Godzilla em vários períodos históricos. A primeira edição tem como escritor Jeremy Robinson e ilustrada por Matt Frank, esse volume mostra o surgimento do Rei dos Monstros durante a primeira invasão mongol em 1274.

Foto: Mega Hero

A trama se desenrola com a chegada da horda de Kublai Khan que controla dois Kaijus clássicos, Gigan e Megalon na Baía de Hakata. Os monstros estão sendo controlados pelo "Mestre Dragão" Zhenjin Khan. Os personagens principais dessa edição são os rivais Gorou Suda (Samurai) e Akio (Ninja) que ouvem o chamado do seu mestre para derrotar os invasores despertando um poderoso ser.

Grande parte da trama retrata este evento histórico que foi real, mas que recebe pitadas fantásticas com a presença de Godzilla e os outros seres. Os acontecimentos do passado dividem as páginas com os tempos atuais, no caso 2016 para dar contexto à edição e talvez servir para o que vem nos próximos volumes. O enredo é bem contido e tem boas doses de ação para os amantes de monstros gigantes. Um dos problemas que me incomodou durante à leitura são os cortes de uma cena para outra, sobretudo do passado para o presente e os balões de diálogo que não são muito bem organizados.

As ilustrações do artista Matt Frank é feita no estilo tradicional de pintura japonesa datada desse período. Os detalhes são espetaculares e o leitor fica imerso em um grande quadro dividido em páginas. Intercalando é claro com as cenas nos tempos atuais onde temos traços mais semelhantes aos modelos de quadrinhos da nossa época.

Facilmente "Godzilla Rage Across the Time" #1 pode ser lido sem nenhum conhecimento prévio de Godzilla e também serve como uma leitura rápida, visto que a história tem inicio, meio e fim bem definidos. Por se tratar de uma primeira edição, chama bastante atenção e mantém um ritmo muito bom. Teremos que ler as próximas para saber se a qualidade se mantém.

Ficha Técnica:
Título: Godzilla Rage Across the Time #1 (2016)
Editora: IDW
Roteiro: Jeremy Robinson
Arte: Matt Frank
Cores: Mostafa Moussa
Capa: Bob Eggleton
Número de páginas: 29

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário