quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Até que ponto a crítica influência na experiência de um filme


O ano mal começou e novamente um assunto voltou a ser discutido entre os fãs de cinema: existe de fato uma campanha de boicote contra certos tipos de filme? 

Muita gente vai dizer que não, que estou imaginando coisas, ainda mais quando se trata de filmes de super-heróis, especialmente da DC/Warner Bros., que são o foco desta matéria. Porém, mesmo que não de forma direta ou intencional, infelizmente isso ocorre. 

Você pode me rotular de dcnauta fanático que só quer falar bem da editora que gosta. Sinceramente, a essa altura do campeonato eu não ligo mais. Sinceramente, o que vêm ocorrendo me deixa mais chateado a cada dia e eu vou mostrar o motivo disso. 

Desde o meio do ano passado, foram divulgados por vários sites internacionais e nacionais que o filme da Mulher Maravilha seria um fracasso e iria repetir o desastre que foi Batman vs. Superman. As notícias não tinham uma fonte concreta, mas se baseavam no que foi divulgado por um suposto informante anônimo que trabalhava na Warner Bros. e que fazia parte da equipe do filme. 

Na ocasião em que a notícia foi divulgada, a diretora do filme, Patty Jenkins, teve que ir a público para falar que as alegações eram falsas. Isso acalmou alguns fãs, porém outros, acharam e ainda acham, que Jenkins falou isso apenas para despistar e que de fato o filme vai ser desastroso. 

A notícia voltou a surgir e novamente relacionada a um informante anônimo que passou a informação para um canal no Youtube que divulgou a notícia, e claro, os sites começaram a propagá-la sem checar a veracidade do fato.

Esses incidentes me deixam triste e com raiva pela seguinte razão: o que leva uma pessoa a querer dizer que o filme vai ser ruim sem nem ter visto? Isso é tudo para chamar a atenção? O pior é que muita gente se deixa levar por essas opiniões e acaba reproduzindo esse discurso de que o filme vai ser ruim, isso tudo sem nem ter visto ainda. Esse fator, por sua vez, faz com que a pessoa vá conferir a produção já achando que ela vai ser ruim e com preconceitos construídos. 

Eu não vou pedir que a pessoa ame o filme. Longe de mim fazer isso, até porque, eu não gosto de muitos filmes. O que eu peço é que a pessoa seja crítica e não diga apenas: "Eu não gostei; É ruim; Não é como eu queria e nem como estava no quadrinho".

Sinceramente eu não consigo aceitar um "é ruim" como crítica. Porque, ao meu ver, deve existir um motivo para ter sido ruim. Acho que a pessoa deve explicar o porquê de não ter gostado. E usar o argumento de que não é igual ao quadrinho eu também não acho válido, já que tantas outras adaptações não são, como a exemplo: X-Men: O Confronto Final, Vingadores: Era de Ultron, Capitão América: Guerra Civil, Guardiões da Galáxia, Thor, Quarteto Fantástico (o reboot).

Para não dizerem que só estou usando a DC como base, outro filme que sofreu um boicote pesado e explícito foi Os Caça-Fantasmas. As sessões do filme estavam praticamente vazias. Os dito "fãs" dos primeiros filmes mandaram as pessoas não irem conferir o novo porque não prestava. Agora eu pergunto a você: o que leva uma pessoa a fazer isso? Qual deve ser a sensação de impedir que alguém queria ver algo ou acabar com a expectativa da pessoa? Às vezes eu juro que tento entender, porém não consigo. 

Outro fator, que pesa muito, e que muita gente leva em consideração é a crítica. Você pode concordar com o que o crítico fala, porém não use as palavras dele nem o que ele achou como um discurso seu, porque cada pessoa enxerga o filme de uma forma diferente. Experiências são coisas únicas. Você pode gostar de algo que alguém não goste, e vice-versa. Infelizmente muita gente usa a palavra dos críticos como verdade absoluta e, ao meu ver, isso é um grande erro, pois é justamente a partir dai que essa pessoa vai deixar de ver certos filmes porque um tal crítico falou que era ruim. 

O espectador deve tecer sua própria crítica e opinião baseado no que ele viu, e não se apropriar de um discurso já criado, que é o que vem acontecendo muito. 

Não culpem o Rotten Tomatoes pela nota de certos filmes, o site apenas computa o que as críticas dizem. E não é porque um filme tem 90% de aprovação que necessariamente você vai gostar, ou porque ele só teve 20% que você vai odiar. Cada pessoa tem seu gosto e suas preferências. 

Para finalizar, não acreditem em todo rumor que os sites divulgam. Pesquisem antes de ficar compartilhando informações falsas e aumentando ainda mais esse movimento negativo que está ocorrendo e, principalmente, tenha sua própria opinião sobre as coisas. Se você não gostou, diga o porquê, aponte os erros. Não é errado expressar sua opinião. Errado é copiar o que o outro disse e não ter a capacidade de pensar e desenvolver algo seu.

Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Aquela velha frase: "Nunca julgue um livro pela capa" (neste caso pelos comentários também).
    Eu sou fã de animês e praticamente todas as vezes que fiz isso me arrependi, pois quando resolvi ver eu pensei "como não fui ver isso antes?".
    Acho que o negócio é assistir algo menos conhecido. Se conhece os quadrinhos, por exemplo, um filme de herói provavelmente vai ter algum defeito para os fãs mais hardcore. Eu mesmo praticamente nunca li nenhuma HQ de heróis (só uma que eu tinha) e consegui aproveitar todos os filmes de heróis que já vi até hoje.
    Mas o problema mesmo é essa falta de opinião própria generalizada, aquela ideia de "manada" que acontece também em outros campos culturais e no meio político. Pessoal precisa urgente parar de simplesmente concordar ou discordar de algo sem analisar, conferir.
    Quanto aos críticos, realmente as pessoas usam as palavras de críticos como absolutas simplesmente porque eles são...críticos! Assim como foi dito no texto, cada um enxerga o filme de forma diferente. Acredito que seja bom a existência da crítica para analisar os diferentes pontos de uma obra, mas não gosto muito da ideia de ficar dando nota. Acredito que isso influencia demais na visão de quem pretende conferir, o que pode ou super valorizar um título ou denegrir a imagem dele sem que as pessoas sequer tenham acessado.
    No mais, desculpe pelo "textão" haha.

    ResponderExcluir