quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Tokusatsu no Brasil? Sim, eles já estão aqui


Já faz quase um ano em que o visionário empresário Nelson Sato confirmou a chegada ao Netflix de várias séries de Tokusatsu que fizeram sucesso no Brasil entre os anos oitenta e noventa. Com nomes como Jaspion, Jiraya, Changeman, Flashman, Jiban e National Kid no catálogo da Sato Company, está é uma promessa que mexe com os fãs de longa data das franquias japonesas, mesmo que hoje não se tenha mais novidades sobre essa notícia.

Entretanto, apesar da falta de novas informações, os fãs brasileiros, alguns desacreditados que o retorno dos heróis realmente aconteça, já tem muito que comemorar com o que temos por aqui.

Jaspion, talvez o maior ícone do gênero Tokusatsu no Brasil - Foto: Reprodução internet

É uma nova tendência de mercado a expansão de conteúdo em outras mídias. Não pensar dessa forma é criar um atraso para o próprio negócio e que pode causar sérios danos a longo prazo para a empresa envolvida. Pensando dessa forma, a Crunchyroll - outro canal de stream semelhante ao Netflix, mas com enfoque em conteúdo nipônico, e que está no Brasil desde 2006 - aposta fortemente no mercado de séries japonesas com monstros e atores fantasiados. O catálogo de Tokusatsu é bastante forte, mesmo com enfoque apenas em seriados da Família Ultra. Ou seja, é um produto licenciado em uma época onde a franquia não está mais popular no Brasil, o que torna quase obrigatório aos aficionados pelo live-action japonês dar valor a essa empreitada.

Em conversa que tive ano passado com o gerente de marketing da Crunchyroll, José Faria, durante a Comic Con Experience 2015, percebi que a empresa está bastante empolgada com as séries de Tokusatsu. Na ocasião, Faria nos contou que a Crunchyroll pretende lançar todas as séries Ultraman restantes em seu canal, o que pode ser confirmado pela recente adição de Ultraman Nexus (2005) e Ultraman Gaia (1998), ambas séries inéditas no Brasil.

Ultraman Gaia de 1998 já está no catálogo da Crunchyroll - Foto: Reprodução internet

Aproveitando o ensejo dos Ultraman, recentemente boa parte da comunidade de fãs do gênero foi pega de surpresa com o anuncio do atual mangá da franquia em terras tupiniquins. É a primeira vez desde os quadrinhos de Changeman e cia, na época da "Geração Manchete", que temos uma publicação de uma série de Tokusatsu em formato impresso. O quadrinho já está encaminhado para um quarto volume, o que significa que as vendas estão sendo razoáveis para a editora JBC manter o título.

Ok Raphael, você só falou de Ultraman, mas onde estão as outras séries no país? Por enquanto, podemos acha-las em outros formatos. Voltando um pouco no tempo, tivemos DVD's lançados pela Focus Filmes de diversas séries que passaram no Brasil. Apesar de boa parte dos fãs terem reclamado da qualidade de imagem e áudio das séries, elas foram lançadas oficialmente e até tivemos um segundo box de Jiraiya, com qualidade superior ao lançado anteriormente. Hoje os DVD's do gênero perderam força e dificilmente você encontre todos nas prateleiras de lojas especializadas. Talvez a Focus tenha percebido que o futuro do gênero seja pelo serviço online ou simplesmente tem ignorado novidades em relação aos seriados japoneses.

Ultraman X é a série mais recente de Tokusatsu no Brasil - Foto: Reprodução internet

Já na TV dificilmente teremos a volta dos Tokusatsu. Estamos vivendo uma outra época, como falei mais acima, onde não é viável para as grandes empresas investirem em um produto que foi desgastado por tanto tempo e que atinge um nicho de público muito especifico. Torno a ressaltar, acredito que o futuro está na transmissão online pois hoje é muito mais fácil hoje você se pegar assistindo algo na tela do computador do que na frente de uma televisão. Pense nisso. Enquanto não temos séries legalizadas aqui, como os Kamen Riders atuais ou os Super Sentai, fansubs (sites que fazem legendas) disponibilizam as séries de forma gratuita para o público.

O universo Tokusatsu dificilmente vai se extinguir no Brasil. Ainda é notável que exista uma comunidade de fãs fiel e diversos sites ou blogs que diariamente fazem o trabalho de divulgar o que está acontecendo do outro lado do mundo (como nós do Mega Hero). Apesar de não passarem mais na televisão brasileira, os heróis japoneses criaram um legado tão sólido que não irá desaparecer tão cedo.

Você também pode gostar

3 comentários:

  1. NÃO DEIXA O TOKUSATSU MORREEEER, NÃO DEIXA O TOKU ACABAR ♪

    Estou comprando o mangá do Ultra e está muito bom e cheio de referencias legais. Se não fosse a política de cartão do crunchyroll eu já estaria assinando. Eu espero resolver isso em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bacana do Crunchyroll é que você pode assistir algumas séries de graça também. Mas assinando com certeza é mais interessante.

      Se assinar, depois conta pra gente o que achou.

      Excluir
  2. Como sempre, 1 ano se passou e nada aconteceu. É a eterna promessa. O que teve de melhor foram aqueles DVDs cagados da Focus em 2009 e alguns filmes Ultras aleatórios (se é que se pode chamar de melhor) A Focus não soube aproveitar nada, deixou o momento escapar e ainda zuou o que tinha. Lamentável.

    ResponderExcluir