quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Assista Sekkou Boys criticar divertidamente o sucesso das Boy Bands japonesas


Review dos episódios de 1 a 4

Volta e meia surge uma Boy Band para balançar o coração das garotas, ou um grupos de Idols ganha seu espaço ao sol nascente, alimentando os sonhos de adolescentes. Talvez você esteja atrás daquele Bishoujo perfeito, mas ainda assim quer algo diferente. Então, que tal se suas novas paixões forem garotos lindos, fortes, íntegros... que por acaso são estátuas?

Por Leonardo Souza

Bem, o trabalho de Miki Ishimoto, uma artista frustrada e recém graduada, será apresentar Marte, São Jorge, Medici e Hermes, essas maravilhas masculinas, para os fãs. Nessa produção original da LIDENFILMS, eles são os astros.


Mas, falando sério, se é que isso é possível, esse anime é uma bela paródia sobre o sucesso dos rostinhos bonitos, com o melhor do absurdo que você só encontra no Japão. Os episódios podem ser curtos, mas você vai encontrar várias alfinetadas, mesmo que o anime não seja necessariamente uma crítica agressiva.

É possível destacar vários aspectos que demonstram, tanto de forma sutil como exagerada, um certo desdém com a indústria de Idols. O mais importante é o obvio, os personagens principais são estátuas. Você já pode tirar bastante disso, como o fato de eles não terem expressão e, pior, do contraste que isso faz com as emoções exageradas.


Ainda assim, é possível encontrar vários elementos menores que compõem a piada. Na verdade, procurar easter eggs torna os episódios mais divertidos. Considerando que eles são curtos, não é uma tarefa muito difícil e você vai adorar perceber coisas como o fato de Medici ser transportado em uma cadeirinha para crianças, o que mostra o que os produtores desse anime acham a respeito da maturidade desses novos talentos.

Enfim, você vai se divertir assistindo Sekkou Boys. Mesmo que você não tenha muito tempo, vale a pena reservar uns minutinhos e colocar um sorriso no canto da boca.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário