terça-feira, 6 de outubro de 2015

Feiticeira Escarlate entrará em conflito sobre seus poderes em Guerra Civil


No fim de semana, Elizabeth Olsen falou com o USA Today  para promover o lançamento do Blu-ray /DVD de Vingadores: Era de Ultron, mas acabou oferecendo alguns novos e intrigantes boatos sobre o futuro de seu papel como Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate.

"É tão louco e alucinante ser parte de algo que tem grande audiência internacional", ela se entusiasmou. "Eu estou amando cada vez que volto a interpretar a Feiticeira Escarlate, e é muito bom ter o equilíbrio de fazer algo de com envolvimento e drama. São muito técnicos, estes filmes da Marvel."

Tendo retratado a Feiticeira Escarlate duas vezes, ou melhor, três vezes contando sua curta estréia em Capitão America: O Soldado Invernal, bem como Era de Ultron e Capitão América: Guerra Civil, Olsen disse que ela "absolutamente" sente posse do personagem especialmente com suas habilidades.

"Eu tenho um treinador de movimentos para a forma como ela joga seus feitiços por isso estou muito protetora sobre isso", ela explicou. "É algo que foi unicamente criado para o que fizemos no primeiro filme Agora, temos este enorme apego a ela e não queremos estragar isso. Não é como se tivesse ensaio para isto - ela e Eu  criamos e, em seguida, as pessoas dizem sim ou não. Temos um plano de trajetória de como queremos que a personagem evolua e mude. Esse poder físico criativo é muito legal. "

Elizabeth Olsen, em seguida, falou um pouco mais sobre o grande segredo que ela teve de suportar fazendo parte do Universo Marvel. "Quando você recebe as páginas do roteiro que você está filmando naquele dia, você não está autorizado a levá-las para casa com você", disse ela. "Elas são recolhidas no final do dia e, em seguida, eles as destroem. Eu tirei uma fotografia durante Capitão América: Guerra Civil. Barry, que é o nosso cara segurança e é incrível, pode detectar um paparazzi em um raio de 15 milhas. ele é incrível. Obviamente, ele não pode bloquear ruas e pontes públicas e coisas assim, mas ele bloqueia tudo o que puder. Eu tenho esta foto de Jenny, meu treinador de movimentos, e eu posando para uma foto no meu celular, e em seguida, no fundo pedimos para Barry tentar interromper-nos e gritar para nós. Eles têm uma política de tolerância zero para liberar as fotos no set, é muito sério - você se sente como se estivesse fazendo algo para o governo, mas você está fazendo um filme."

Quando perguntada mais diretamente sobre o seu papel em Guerra Civil, Olsen disse que a Feiticeira Escarlate está "compreendendo si própria e começando a ter conflito com a forma como ela quer usar suas habilidades." Ela continuou: "É um conflito dramático dentro dela e, obviamente, também há um  conflito dentro dos Vingadores. Eu gostei que eles não liberam a Feiticeira Escarlate nas fotos promocionais das equipes - isto faz com que ela seja uma personagem imprevisível, e eu gosto dela possuir esse tipo de mistério que as pessoas não sabem o que ela é capaz de fazer. Eles podem temê-la porque ela é tão incrivelmente poderosa de uma forma diferente do que o resto dos heróis é para a maior parte. Eu gosto de interpretar esse papel dentro do grupo."

Finalmente, Elizabeth Olsen foi questionada sobre a possibilidade de a Feiticeira Escarlate se juntar com O Visão de Paul Bettany em um filme independente como nos quadrinhos. "Tem que ser Dinastia M", disse ela. "Isso ainda é tudo que eu quero fazer, eu não me importo. Eu adoraria ter de fazer de conta que tive filhos junto com ele e depois decidir destruir todos os mutantes. Isso seria tão divertido, mas, obviamente, isso nunca vai acontecer."

Realmente é bem difícil que a história de Dinastia M chegue algum dia aos cinemas, pois a Fox evidentemente possui os X-Men, por isso o desenvolvimento desta linha da história dos personagens não deve acontecer.

Você também pode gostar

Um comentário: