segunda-feira, 1 de junho de 2015

Audiência de Jaspion e dos outros Metal Heroes


Sempre quando falamos de audiência, existe um sério conflito de opiniões do que é realmente revelante: Audiência ou Brinquedos?

Que tal ler esse trecho de uma matéria de Alexandre Nagado antes de conferir a lista de audiência dos Metal Heroes?

Muitas vezes, uma série tem uma expectativa de audiência e investimentos modestos. Em outras, recebe maiores investimentos e uma expectativa maior. Essa conta é paga, num primeiro momento, pelo canal de TV que vai exibir a atração. A renda do canal vem da publicidade veiculada nos intervalos do programa e varia conforme a audiência e horário. Em se tratando de séries de TV, seja em animê ou tokusatsu, fabricantes de brinquedos entram como financiadores em vários casos, também chamando para si o direito de interferir no planejamento da série. Isso inclui impor para a equipe de criação acomodar na série mais uniformes, personagens, veículos e qualquer coisa que possa gerar brinquedos colecionáveis.

Com empresas patrocinando e interferindo para que a série mostre produtos, a expectativa maior passa a ser não apenas a audiência, mas a venda de produtos licenciados. Uma série pode ter uma grande audiência, mas uma venda pífia de brinquedos, seja pela faixa etária, seja por questões do momento econômico do país. Isso remete ao que foi abordado no livro

Ou seja: Tanto audiência quanto brinquedos são importantes.

Sempre foi dito aqui (até por licenciadores) nas terras brasileiras que Jaspion e Jiraiya fizeram mais sucesso aqui do que na sua terra natal. E que Metalder teria sido um fracasso, o que explicaria o número de episódios menor do que o costume. Mas vamos ver a lista para poder tirar as nossas próprias conclusões.

Metal Heroes que também foram exibidos no Brasil:

- Gavan (1982) - 14,90%
- Sharivan (1983) - 13,90%
- Shaider (1984) - 12,05%
- Jaspion (1985) - 11,80%
- Spielvan (1986) - 11,20%
- Metalder (1987) - 8,20%
- Jiraiya (1988) - 9,60%
- Jiban (1989) - 9,10%
- Winspector (1990) - 12,80%
- Solbrain (1991) - 12,20%

Metal Heroes que não foram exibidos no Brasil:

- Exceedraft (1992) - 9,80%
- Janperson (1993) - 10,00%
- Blue SWAT (1994) - 9,30%
- B-Fighter (1995) - 9,00%
- B-Fighter Kabuto (1996) - 8,90%
- Kabutack (1997) - 9,70%
- Robotack (1998) - 9,60%

No final das contas Jaspion não teve uma audiência baixa, muito pelo contrário. Mas porque se fala tanto da baixa popularidade do personagem? Seria a venda de brinquedos? Infelizmente não temos acesso a esses números, por isso ficam essas duas perguntas.

Fonte - Tokusatsu Ratings Wiki

Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Vamos ser sinceros?
    Não e a audiência que determina se um seriado ou tokusatsu faz sucesso ou não.
    Um exemplo que não e do ambito tokusatsu mas que adoro usar e o Fullmetal Alchimist que no japão a media chegava a 1% só mas as vendagens dos BD foram superaram as expectativas
    No Japão onde o sistema televisivo e bem diferente do nosso sistema se aplica o conceito do que é sucesso ou não de outra forma.
    Quer um exemplo?
    Hibiki que teve, como foi mostrado na outra materia, 8% de audiencia foi um fracasso? Que estranho nê mas qual foi o motivo desse fracasso. A baixa vendagem dos brinquedos e dos produtos derivados da serie. Tanto que mudaram drasticamente o andamento do seriado a partir do episodio 32 para ver se vendia brinquedos hsuahsuahs.
    Outro exemplo foi Go-Busters que tinha uma premissa excelente mas que foi um fracasso enorme?Simples por que não vendia os produtos derivados no Japão.
    E alias lá no Japão e totalmente diferente do Brasil.
    Sobre o que ele falou foi somente sobre o sistema de televisão Brasileiro.

    ResponderExcluir