sexta-feira, 20 de março de 2015

Colecionador de Hominhos | Tipos de Colecionadores


Por Breno “Arkade Joe” Scafura

Colecionadores são seres misteriosos, envoltos em sua própria cultura underground. Não é todo dia que você encontra alguém que passaria fome durante um mês só para comprar um maldito boneco. Fazer parte desta empreitada masoquista requer alguns sacrifícios. Cada qual, integrante da comunidade de entusiastas dos hominhos, tem suas próprias maneiras de interpretar e conceber as tradições e costumes que permeiam a cultura compreendida pelo nicho dos colecionadores. Imersos em sua cultura, os colecionadores acabam criando ramificações dentro do seu próprio subgrupo social. Estas ramificações fazem da comunidade de colecionadores uma verdadeira selva, repleta de diferentes tipos de indivíduos.
Este post é uma brincadeira, um desafio para quem coleciona ou tem algum amigo que faz algum tipo de coleção. A seguir, tentarei elencar os diversos tipos de colecionadores que fazem parte da comunidade e vocês, leitores, tentarão encontrar o perfil com qual mais se parecem.

1 - O Fanboy


O Fanboy - Foto: Reprodução internet

Até no mundo dos colecionadores existem fanboys. Geralmente só colecionam peças dos personagens que mais gostam ou de determinada marca. Alguns deles acabam sendo extremistas e batem de pés juntos que suas marcas ou personas favoritas são as melhores ou mais legais.

2 - O Rico


O Rico - Foto: Reprodução internet

O nome já diz tudo. Os “Ricos” são aqueles colecionadores que estão sempre comprando. Para eles, o preço não é o problema. Nas comunidades virtuais, os mesmos costumam postar fotos de suas aquisições diárias, que na maioria das vezes mais parecem verdadeiros lotes. Os “Ricos” compram em qualquer loja e não se incomodam em pagar mais caro para conseguir um determinado item.

3 - O Cara das Caixas

O Cara das Caixas - Foto: Reprodução internet

Os “Caras das Caixas” são basicamente colecionadores de caixas. Eles não expõe as suas coleções e preferem deixa-las dentro de suas embalagens, alegando que dentro delas as peças terão maior vida útil. Sinceramente, eu não consigo entender o porque da existência destas figuras emblemáticas. Do que adianta comprar um hominho para deixa-lo na caixa? Mas, como eu já disse anteriormente, o sentimento de colecionador pode variar de individuo para individuo.

4 - O Cara das Cristaleiras


O Cara das Cristaleiras

Esses seres míticos costumam postar fotos dos seus enormes templos de vidro. Os “Caras das Cristaleiras” são em suas maiorias ex “Caras das Caixas”, que só expuseram suas coleções depois de conseguirem expositores dignos. Os aposentos destes indivíduos parecem verdadeiros museus, labirintos de cristal. As imagens de suas coleções são compartilhadas em toda a internet e acabam se tornando grandes virais.

5 - O Chato

O Chato - Foto: Reprodução internet

Todo colecionador tem um pouco do “Chato”. Os “Chatos” são aqueles colecionadores cheios de regrinhas e burocracias com suas coleções. Ninguém pode toca-las ou dividirem o mesmo espaço caso ele não esteja junto. Os colecionadores “Chatos” costumam protagonizar tretas homéricas em seus lares.

6 - O Pirateiro


O Pirateiro - Foto: Reprodução internet

Os “Pirateiros” são aqueles colecionadores que preferem comprar figuras genéricas por conta de preços mais baixos. Eles acreditam piamente que as figuras alternativas são muito similares as originais, mesmo quando a diferença salta aos olhos de qualquer um que entenda algo de colecionáveis.

7 - O Azarado

O Azarado - Foto: Reprodução internet

Você definitivamente não vai querer ser um “Azarado”. A lei de Murphy persegue a vida desses coitados. Se algo puder dar errado, dará. Os “Azarados” são constantemente taxados quando fazem compras internacionais, tem suas caixas amassadas pelos correios, sofrem golpes quando compram em comunidades virtuais. “Azarados” com filhos ou cachorros precisam tomar medidas drásticas ou acabam virando meme na internet.

8 - O Têm de tudo


O Têm de tudo - Foto: Reprodução internet

Os “Tem de tudo” são verdadeiros acumuladores. Suas coleções são enormes e na sua maioria completas. Eles não admitem que falte sequer uma peça em suas coleções. Ser um “Tem de tudo” é abdicar da vida para viver de hominhos. A cada nova coleção lançada, um novo desafio é aceito. Os “Tem de tudo” costumam ser enterrados em grandes pirâmides de Lego, como os antigos faraós do Egito.

9 - O Customizador

O Customizador - Foto: Reprodução internet

Nem todo colecionador pode ser um “Customizador”. Para fazer parte deste subgrupo é necessário talento e destreza, habilidades que nem todos conseguem desenvolver. Se falta algum personagem na coleção, os “Customizadores” farão com que isso não seja verdade. Muitos deles acabam se tornando famosos nas comunidades por terem um trabalho muito próximo do esperado das empresas que produzem figuras colecionáveis. Suas coleções são dignas de inveja.

10 - O Lojista

O Lojista - Foto: Reprodução internet

Alguns colecionadores levaram tão a sério o hobbie que se tornaram empreendedores dos hominhos. Os “Lojistas” nada mais são do que aqueles colecionadores que decidiram montar seu próprio negócio e vender hominhos para a comunidade. Muitos deles continuam com o espírito de colecionador e buscam trazer preços justos para a comunidade. Alguns, deixam se corromper e entram pro lado negro da força, aplicando verdadeiras facadas no peito de quem coleciona.

11- O Namorado


O Namorado

Os “Namorados” são aqueles colecionadores que não compram figuras. Suas coleções são basicamente formadas por figuras compradas por suas namoradas. Porém, existe um grande revés nessa situação. Namoradas furiosas podem vir a se vingar de seus amantes diretamente em suas coleções. Se você for um “Azarado”, não seja um “Namorado”.

12 - O Amigão da Comunidade

O Amigão da Comunidade - Foto: Reprodução internet

Esses são definitivamente os caras mais legais das comunidades de colecionadores. Prestativos, atenciosos e cheios de referências positivas. Os “Amigões da Comunidade” são exemplos a serem seguidos. Muitos deles são considerados membros formadores de opinião e influentes, por isso acabam sendo requisitados quando assuntos mais sérios tomam o centro das discussões.

13 - Os Polêmicos


Os Polêmicos - Foto: Reprodução internet

Eles não são mamilos, mas também dão o que falar. Os “Polêmicos” são membros assíduos da comunidade e nunca deixam passar uma oportunidade para aquecer as discussões dentro do grupo. Eles costumam levantar questões que movimentam boa parte da comunidade. Assuntos como preços abusivos, qualidade das figuras genéricas ou até mesmo a integridade de alguma loja ou membro da comunidade, são comumente evocados por aqueles que se enquadram dentro do subgrupo dos colecionadores “Polêmicos”.

14 - O Cara dos Contatos

O Cara dos Contatos - Foto: Reprodução internet

Você está atrás de uma figura e não sabe aonde conseguir? Milagrosamente você decidiu deixar de ser um “Cara das Caixas” e está motivado a montar um expositor para suas figuras? Finalmente você se deu conta de que aquela figura que você tanto espera não vai sair, mas não conhece nenhum “Customizador”? Um “Cara dos Contatos” provavelmente conhece alguém que possa te ajudar. Estes membros, em especial, tem todo tipo de informação e são muito úteis para as comunidades. Conhecer um “Cara dos Contatos” facilita em muito quando você precisa daquela forcinha pra fechar uma coleção ou conseguir uma figura rara em um preço razoável.

15 - O Old School


O Old School - Foto: Reprodução internet

A velha guarda dos colecionadores é composta pelos dinossauros da comunidade. Eles sobreviveram a diversas calamidades, altas de dólar e aumentos de impostos. Os “Old Schools” começaram a colecionar antes mesmo de você aprender a brincar direito com seus hominhos. Sabe aquela figura do Batman de mil novecentos e lá vai fumaça, com certeza um “Old School” tem em sua coleção.

16 - O Cambista


O Cambista - Foto: Reprodução internet

Está e a raça mais ordinária que existe. Os “Cambistas” de colecionáveis não diferem muito dos outros tipos de cambistas. Eles compram as figuras pensando no lucro que poderão ter quando, e caso, estas valorizem. A existência dos “Cambistas” é um dos fatores que contribui para a supervalorização de algumas peças, tornando seus preços, muitas vezes, inviáveis. O habitat natural dos cambistas se chama MERCADO LIVRE.

17 - O Viciado

O Viciado - Foto: Reprodução internet

Estes são os verdadeiros dignos de pena das comunidades de colecionadores. O vício já corroeu seus cérebros, bolsos, carteiras e contas correntes. Não conseguem resistir a uma pré-venda. As páginas iniciais de seus navegadores costumam serem as lojas em que mais compram. Os “Viciados” sempre andam no limite do seu orçamento. Muitas vezes acabam endividados ou vendendo suas almas para agiotas. Para estes, colecionar é foi um caminho sem volta, quase tão viciante quanto o próprio crack. O governo vem estudando a possibilidade de criar um institutos de tratamento para viciados em hominhos.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário