quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Review | The Flash: "Enter Zoom" (S02E06)


O sexto episódio da segunda temporada de Flash, após mostrar momentos mais divertidos decorrentes da captura da Dra. Luz, trouxe um tom mais sombrio para a temporada e finalmente proporcionou o primeiro encontro entre Barry e Zoom.

Atenção, a Review à seguir contém Spoilers!!!

Em primeiro lugar, para quem tinha suas dúvidas sobre o "potencial vilanesco" de Zoom, o episódio da semana serviu muito bem para dizer o contrário. Um dos meus maiores medos era que Zoom acabasse virando apenas mais um Flash Reverso, só que com uma roupa preta. E realmente, bater a intimidade construída entre Barry e Eobard Thawne é um desafio quase que impossível. Se fossem por esse mesmo caminho, os produtores provavelmente se perderiam e não conseguiriam criar um vilão a altura da temporada.

Ao invés disso, fiquei bastante contente em ver o resultado. Construir o vilão como uma força bruta, como uma espécie de criatura sobre-humana foi bastante inteligente. Zoom é simplesmente uma força natural, ele é mais rápido, mais forte e aparentemente mais mau do que qualquer vilão que vimos até agora. Criar essa base para o personagem funcionou muito melhor do que criar um novo Reverso, pois nada substituiria a relação que foi desenvolvida entre ele e Barry, mas uma ameaça monstruosa certamente pode se mostrar eficiente para a série.

E, mesmo diante de todos os avisos de Jay Garrick, Barry e a equipe Flash subestimaram (e muito) a ameaça que Zoom representa. Obviamente o plano de usar Linda para atraí-lo nunca funcionaria e, honestamente, fiquei bastante surpreso em isso não ter terminado com a morte de Linda.

Também gostei da ideia de introduzir Linda de uma maneira mais presente no enredo, acredito que sua participação com Iris e a equipe do S.T.A.R. Labs possa ser bastante divertida e trazer novas possibilidades de desenvolvimento para o grupo. Mas apesar de ter sido uma boa diversão ver o treinamento da personagem, as tentativas de torná-la em uma super-vilã da noite para o dia (principalmente com os alvos criados por Cisco) e ver o momento em que Barry revelou sua identidade, a ideia de colocar um civil diante de uma ameaça desconhecida e o descaso de Barry me pareceram bastante incoerentes.

Barry e Linda lidam com a chegada de Zoom - Foto Reprodução Episódio

Pelo menos, as escolhas que Barry vem fazendo nas últimas semanas tem sido do mesmo tom. Por sorte, Joe surgiu para salvar o dia (viva Joe, como sempre!!) e colocou alguma razão em Barry. E espero que essa razão permaneça e Barry entenda que Eobard se foi, não adiantando colocar sua máscara sobre qualquer nova ameaça.

Um dos pontos fortes do episódio foi a tensão lentamente construída para o embate com Zoom. Através das despretensiosas cenas com Linda e dos momentos com Patty, "Enter Zoom" foi aos poucos trilhando seu caminho ao seu gran finale. Como o título do capítulo diz, foi como se o episódio tivesse sido construído para que o espectador entrasse aos poucos no ápice do show, que tem Zoom como a estrela, o que funcionou muito bem.

Quando finalmente chegamos nesse momento, ficou claro que Zoom é tão rápido quanto assustador, o que ficou extremamente mais convincente e poderoso com a voz de Tony Todd, conhecido pelo seu tom grave e inúmeros personagens do gênero do terror a quem já deu voz.

O episódio chegou ao seu ápice com a luta de Barry e Zoom. O encontro foi bastante similar ao primeiro contato com o Flash Reverso na temporada passada, mas dessa vez as consequências foram extremamente mais prejudiciais para Barry. Mas não podemos culpá-lo por isso (podemos na verdade, Jay avisou inúmeras vezes, mas vamos esquecer momentaneamente esse fato, pois Barry ao menos tentou bem), Barry usou tudo que podia para derrotar Zoom. A ideia do combate aéreo me deixou bastante contente, pois o Flash é um herói que precisa ter ideias e sacadas rápidas, se não seus poderes de nada adiantam numa luta. Também tenho que aplaudir pelo uso do raio, Barry aprendeu rápido e ninguém poderia imaginar que Zoom conseguiria pegar o raio COM AS MÃOS e jogá-lo de volta, mas valeu o esforço.

Desse primeiro embate, como já se imaginava, saiu uma vitória descomunal de Zoom, que demonstrou uma velocidade em um nível completamente superior. Diferente de Wells que tinha uma rixa mais pessoal com Barry, a motivação de Zoom parece ser apenas certificar que ele é o melhor, o que ficou claro com a forte cena em que ele exibe um Flash derrotado como um troféu pelos principais pontos de Central City. O combate ainda deixou Barry paralisado, mas não acredito que essa situação vá durar mais do que dois episódios, espero que em breve ele esteja pronto para correr com velocidade máxima e, com sorte, tendo Jay ao seu lado com sua velocidade recuperada.

Conclusão:

"Enter Zoom" se mostrou como um excelente palco para revelar a real ameaça que Zoom representa. Através de uma construção gradual, trazendo um típico ponto de reviravolta da série, o episódio alcançou um ponto sombrio com cenas bastante marcantes para definir o futuro de Barry. Certamente ainda existirão inúmeros obstáculos e esse será um dos momentos que o ajudarão a passar por eles. O episódio também foi marcado por pequenos detalhes que contribuíram para o seu enriquecimento como a menção de que o Arqueiro não existe na Terra 2, mas sim o Capuz, que na verdade é o pai de um falecido Oliver, além do rápido easter egg sobre a presença de Jesse Quick na série.

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário