quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Review | Arrow: "Haunted" (S04E05) / "Lost Souls" (S04E06)


Passadas duas semanas de ausência no Mega Hero, Arrow finalmente retorna para conquistar sua merecida atenção com as reviews semanais dos episódios da quarta temporada. E como não pudemos disponibilizar as reviews dos episódios 5 e 6 a tempo, aqui estão duas mini reviews sobre eles (antes tarde do que nunca!).

Atenção, a Review à seguir contém Spoilers!!!

"Haunted" (S04E05)

O quinto episódio de Arrow marcou um grande crossover com a chegada de John Constantine diretamente da breve série da NBC, Constantine. A aparição de Constantine não só expandiu o universo de Arrow para novos personagens, como também foi extremamente importante para reforçar o misticismo e o sobrenatural que vêm, aos poucos, sendo introduzidos na quarta temporada da série.

E tenho que parabenizar a iniciativa da produção por fugir um pouco do espectro da ciência e do modelo do "herói vigilante", pois isso realmente não é algo fácil de se fazer. Mas o que quero dizer com isso? Apenas que recentemente tem se tornado muito fácil produzir conteúdo sobre heróis que apresente sempre explicações científicas para os fatos e que sempre mantenha as batalhas e habilidades dos personagens em um âmbito de realidade/credibilidade. O difícil está justamente em trabalhar com questões fora disso e é exatamente o que a série vem fazendo bem, pois o Universo da DC ainda possui vários aspectos mal explorados, incluindo o misticismo e o sobrenatural, mas felizmente esse quadro vem mudando.

Matt Ryan incorpora mais uma vez o papel de John Constantine - Foto Reprodução Episódio

Especificamente sobre a estreia de Constantine em Arrow, foi gratificante ver o aproveitamento dado a ele após o cancelamento da sua série na NBC. O personagem é uma espécie de mágico/caçador de tesouros com vastos conhecimentos sobre ocultismo, demonologia e misticismo no geral e encaixou "como uma luva" no tema da temporada, sendo essencial para expandir os conhecimentos de Oliver e de toda a série. Além disso, a atuação positiva e o entusiasmo de Matt Ryan no papel certamente contribuíram para a introdução do personagem e foram os pontos altos do episódio.

Mas a principal consequência da participação de Constantine foi para possibilitar o retorno definitivo de Sara à vida. E tenho que dizer que fiquei um pouco decepcionado sobre como isso ocorreu. Realmente esperava que Constantine fosse mais utilizado nos acontecimentos do presente, mas, ao invés disso, foi dado muito tempo para a busca de Sara e pouco tempo para a real solução do problema. A viagem de Oliver e Laurel para salvar a alma de Sara foi interessante, mas esperava ver mais dessa jornada.

A participação de Felicity foi novamente algo a se destacar em Haunted. Ainda tentando corrigir os erros da terceira temporada, os escritores vem destacando o subplot de Felicity e Curtis, mas ao mesmo tempo que isso é bom para a personagem, também apresenta um aspecto ruim, na medida que isso tem ficado muito afastado da história principal.

Mas no geral, o episódio terminou em um tom positivo. A reunião entre Oliver e Constantine no presente expandiu um pouco do caminho que vem sendo tomado na quarta temporada, agora cada vez mais próxima do misticismo e da crescente ameaça de Damien Darhk.













"Lost Souls" (S04E06)


O sexto episódio de Arrow contou com o retorno de dois importantes personagens à série, assim como tratou a relação de Oliver e Felicity sobre outro ângulo. Mas em meio a tantos rostos conhecidos e um passo corrido, o episódio falhou em criar uma narrativa coesa e diminuiu o elevado ritmo que a temporada vinha apresentando.

Após semanas com seu subplot apartado do plot central da série, Felicity e Curtis finalmente se uniram a Oliver e o restante da equipe Arrow na busca do paradeiro de Ray. Essa reintrodução levou a uma tensão romântica entre Felicity e Oliver, o que até agora praticamente não tínhamos visto acontecer. E tenho que discordar de Felicity, pois enquanto ela disse que estava se perdendo em Oliver, o que percebo é que ela se encontrou muito mais do que se perdeu. Na temporada passada ela CLARAMENTE se perdeu em Ray, mas acredito que Oliver tenha sido capaz de trazer o melhor da personagem, que agora só precisa de roteiros melhores e mais integrados com a série.

A problemática da relação de Oliver também serviu como um ótimo ponto para recuperar um pouco do antigo Diggle. Desde o começo da temporada, vimos apenas um Diggle irritado e cheio de remorso, mas em Lost Souls o relacionamento de Oliver e Felicity produziu boas risadas e também foi suficiente para envolver Diggle e fazê-lo descontrair um pouco de toda a tensão que vinha se acumulando.

Infelizmente, o retorno de Sara não correu tão bem quanto poderia. Desde que sua alma voltou em Haunted, já houve uma falta de emoção geral, principalmente pelo lado de Quentin e Laurel, e esse episódio só veio a reforçar isso. O retorno de Sara pareceu muito mais que ela estava voltando de uma viagem de dois meses do que um retorno dos mortos. Não houve uma comoção geral, nem um forte momento emocional para marcar o acontecimento.

Além desse pobre retorno, o episódio também marcou o regresso de Ray Palmer após o seu acidente meses atrás. E sinceramente, apesar de ter sido bom ter os dois de volta, o que parece ter ocorrido, foi que os escritores estavam sem tempo de desenvolver uma história bem trabalhada sobre a ressurreição de Sara e apenas queriam ela e Ray de volta para sua participação em Legends of Tomorrow. Para mim, tanto Flash quanto Arrow vem gastando muito do seu precioso tempo para preparar a nova série (inclusive esse será o tema do crossover daqui a suas semanas), por isso espero que todo esse dispêndio valha a pena no resultado final.

O sexto episódio marca o retorno de Ray Palmer a série - Foto Reprodução Episódio

Apesar dos erros, Lost Souls foi capaz de dar foco a Damien Darhk e ainda proporcionar uma luta entre ele e Oliver, o que serviu bem para mostrar quanto a equipe Arrow ainda tem que caminhar se quiserem derrubar essa ameaça (mesmo com as indiscutivelmente impressionantes cenas de luta que eles vem apresentando).

Você também pode gostar

0 default-disqus:

Postar um comentário