sexta-feira, 15 de março de 2013

Cosplay #31 | Detalhes que fazem a diferença

Olá pessoas!! Como estão vocês? Espero que os fãs de tokusatsu tenham gostado da notícia da matéria passada agora que teremos colunas dedicadas ao tema, para quem não é fã ou não conhece, espero que acompanhem e aprendam apreciar esses complexos cosplays.


Esta semana decidi falar sobre um divisor de águas entre um bom cosplay e um cosplay que chamamos de “perfeito”. O que faz a grande diferença entre estes dois estágios do cosplay são os trabalhosos e nem sempre lembrados, detalhes.

Nem sempre nos damos conta do porque das nossas fantasias não atingirem níveis absurdos de semelhança com o personagem, pois não nos atentamos aos detalhes das roupas e acessórios. É uma questão de observação, de se atentar e estudar o seu personagem por completo para que se consiga absorver tudo que o compõe.


Como exemplo dou a minha própria jornada cosplay, quando comecei, a única coisa que me importava era se a roupa estava parecida com a do personagem que eu havia escolhido. Perucas, maquiagem, acessórios, nada disso estava entre as minhas preocupações e, mesmo assim, eu ia para os eventos feliz e aproveitava como aproveito hoje. O que quero dizer com isso que não é porque o cosplay não tem todos os detalhes da roupa que ele está necessariamente ruim, ou que o cosplayer está infeliz. Podemos aproveitar o evento e curtir nossos cosplays com ou sem detalhes nas fantasias, o que vale é fazermos o que gostamos e tirarmos o máximo proveito do nosso dia.

Aladdin de Magi: The Labyrinth of Magic, anime de visual incrível! Com detalhes interessantes
por causa da temática.
Mas para quem decide que quer a sua fantasia o mais próximo possível da roupa original, é necessário que principalmente os detalhes sejam observados. Claro que também é importante ter uma roupa bem feita, ela é a base sobre a qual despejaremos os detalhes que farão a diferença. E não pensem que quando eu falo detalhes estou falando sobre quilos de quinquilharias em cima de um cosplay, detalhes podem ser delicados e/ou discretos, que em fantasias simples são ainda mais importantes.

Para ficar mais fácil vou separar entre fantasias simples e mais complexas em relação aos detalhes para que possamos seguir os dois raciocínios diferentes.

Vamos às mais simples primeiro. Muita gente acha que fantasias simples são mais fáceis de fazer, o que pode ser um erro. Pode ser sim mais fácil em relação ao processo, até porque são menos coisas para produzir, mas, em compensação, por ser simples o cosplay precisa de uma grande fidelidade para não perder a caracterização ou ficar com uma cara de inacabado. Os detalhes têm de ser feitos com muita atenção para que fiquem bastante semelhantes aos originais. Isso exige tempo e estudo do personagem para que a melhor maneira de produzir o cosplay seja encontrada, facilitando todo o processo.

Ponyo é um filme do Mestre Miyazaki e todos sabem da simplicidade com que ele trata
seus personagem, por isso cosplay é um ótimo exemplo de um cosplay bem simples que tem que ser
bem caracterizado para não perder a essência.
Já os cosplays mais complexos exigem um estudo ainda mais apurado em cima do personagem e uma atenção dobrada para os detalhes. São braçadeiras, ombreiras, armaduras, pedrarias, colares, botas ornamentadas, frufrus, miçangas e muito mais. O cosplayer precisa se organizar e ir fazendo sua fantasia por partes para que não esqueça nenhum desses importantes detalhes para a sua caracterização.

Ainda existem aqueles tipos de fantasias que são extremamente detalhadas como é o caso de algumas armaduras de personagens de jogos e afins que exigem do cosplayer uma enorme paciência e trabalho incessante para que todos os mínimos detalhes sejam colocados à mostra para deliciar os fãs, que quando veem um cosplay nesse estilo caem para trás com tamanha fidelidade. Esses tipos de cosplay precisam de uma dedicação especial, pois tomam um tempo maior de execução. Quanto mais foco você tiver nessa sua fantasia, melhor ela vai sair no final do processo.

A Kamui é uma cosplayer alemã que trabalha muito com cosplays extremamente
detalhados e incríveis com um material fantástico chamado Worbla, sobre o qual eu falarei uma coluna
apresentado o mesmo.
E qual é a melhor maneira para não esquecer os preciosos detalhes? Como já devo ter falado umas duas ou três vezes aqui no texto, a resposta é: estudo do personagem. E para fazer cosplay tem que estudar? De certa maneira sim, não que seja um estudo como estudamos para provas, mas um estudo de observação. O que não deve ser muito complicado já que se escolhemos o personagem X ou Y, gostamos o suficiente dele para gastarmos um pouco do nosso tempo fazendo esse trabalho de observá-lo.

Para que possamos absorver a aparência do personagem por completo precisamos fazer pesquisas de imagens, mangás, animes, revistas, filmes, internet, usar veículos para captar o visual do personagem da maneira mais completa possível. Mas temos de ficar atentos às questões das versões dos personagens, que podem confundir. Todos sabem que muitas vezes há uma modificação, adaptação de certos personagens quando o mangá é transformado em anime, por isso é necessário que o cosplayer esteja atento para estas mudanças para escolher qual a versão que será trabalhada antes de dar início ao processo.

São mudanças de cor de cabelo, cores das roupas, alguns detalhes são mais trabalhados em ou do que em outro e acessórios mudam drasticamente. O cosplayer nessa hora tem que escolher a sua versão favorita e focar toda a sua pesquisa em cima dela.

Cosplay de Vampira de X-Men para exemplificar um sapato que precisa ser encomendado com
algum sapateiro, pois é quase impossível encontrar uma bota amarela deste tamanho
Eu não sei vocês, mas eu não escolho meus personagens pensando nos outros, digo, não penso se o personagem é popular e por isso vai chamar mais atenção, ou tem mais chances de ganhar se subir no palco. Escolho meus personagens com amor, por identificação não importa se são conhecidos ou não, por isso não tenha medo de escolher aquela versão mais desconhecida ou, até mesmo, a versão menos vista do mangá, não pense no que os outros vão achar, pense no que você quer fazer. Se for ficar satisfeito com o seu cosplay é isso que realmente importa.

Agora sendo um pouco chata, e eu sou bastante quando se fala de cosplay e fidelidade da fantasia, e isso acaba sendo bom para quem quer uma grande fidelidade no seu cosplay, então vamos prestar atenção mesmo em detalhes e como eles são executados. Às vezes até vemos o detalhe, mas fazemos de qualquer jeito, e isso influencia sim no resultado final do conjunto. Se o detalhe é feito de miçanga, vamos procurar miçangas, se é de pedra, vamos procurar um material parecido, se aquela parte da roupa é armadura, faça como armadura e não use tecido. Entendem? Eu sei que parece uma chatice sem fim, mas é esse olhar que vai fazer o seu cosplay pular de “Olha lá que cosplay legal”, para “Meu Deus! Olhe aquele cosplay que saiu do mangá!!!”.

Esse cosplay de Ashura ficou impressionante! E cosplayer de CLAMP é cosplayer que ama
trabalhar em detalhes! RG Veda é um ótimo exemplo para isso, são vários ornamentos em cima
do personagem
Outro ponto que chama muito a minha atenção em eventos e que, infelizmente, são tratados como opção e muitas vezes deixados de lado são os sapatos dos personagens. Sim, sapatos são difíceis de conseguir e nem sempre encontramos algo no mercado que pode ser aproveitado. Por muito tempo não liguei para esta parte importantíssima do cosplay até que um dia me dei conta que os sapatos eram elementos importantes e que a falta deles não permitia que meu cosplay ficasse tão fiel.

Alguns modelos como sapatilhas, tênis podem ser adaptados ou usados do jeito que compramos, mas não é sempre que damos essa sorte de encontrar aquele modelo perfeito em uma loja, não é? Mas para sapatos que não encontramos por aí a melhor opção é procurar por um sapateiro que faça sapatos, pois hoje a maioria só faz concertos e pequenos serviços, essa pessoa vai poder te entregar um produto extremamente fiel ao calçado do personagem.

Um cosplay muito bem elaborado em detalhes em uma locação incrível de
Assasin's Creed 3
Tudo é uma questão de como o cosplay vai ser abordado, só para diversão, do jeito que eu quiser fazer, detalhado, super detalhado e fiel, isso quem vai dizer é o próprio cosplayer. Portanto procurem por bons serviços, peguem dicas com outros cosplayers sobre lojas para comprar materiais para produzir seus detalhados acessórios! Às vezes a pessoa sabe até onde encontra determinada coisa que você precisa e por não perguntar a oportunidade de ter algo mais facilmente acaba passado.


Vamos dar mais atenção aos detalhes, tenho certeza que se você tiver esse olhar mais apurado com relação ao seu cosplay a mudança será perceptível e os resultados positivos e feedback com certeza chegarão! Espero que a matéria tenha conseguido chamar a atenção de vocês para esse detalhe sobre os detalhes! Até a próxima semana!

Não se esqueçam de curtir a página do Toku Bahia no facebook e seguir o nosso twitter @TokuBahia!

Para maiores informações sobre a coluna cosplay, sugestões, novidades ou se quiserem bater um papo sobre cosplay é só me mandar um tweet @marshmalloworld ou curtir a minha página Ana Luiza Cosplay no facebook e tirar qualquer dúvida por lá!

Let’s Cosplay!

Você também pode gostar