quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Live Action #8 | Pretty Guardian Sailor Moon

Olá pessoal! Aqui estamos nós mais uma vez para a segunda coluna de 2013. Acho que essa deve ser um dos post mais aguardados entre os amantes de live action. Depois de muito esperar, finalmente resolvi falar sobre Sailor Moon. Alguns devem estar se perguntando o porquê de eu ter deixando para falar sobre Sailor Moon esse ano, não precisão mais se preocupar. Já direi o motivo por ter feito isso. Então sem mais delongas, vamos pegar nossos broches e gritar “Pelo poder do prisma lunar! Transformação!”.


Antes de começar a falar sobre a série, irei dizer logo o motivo pelo qual deixei para falar sobre essa adaptação logo agora. Como muitos devem saber, em 2012, foi comemorado os 20 anos de Sailor Moon. No dia 6 de julho do mesmo ano, a autora confirmou que a TOEI Animation ira produzir para esse ano uma nova série sobre as guerreiras. Essa nova série será um remake da antiga e recontara toda a história do mangá. Igual vem acontecendo com Hunter x Hunter. Ainda não se tem uma data para o lançamento da nova versão, o que sabemos é que vai acontecer na temporada de animes do verão de 2013. Outra novidade a respeito do ramake é o fato dos dubladores originais terem sido confirmados. Agora vamos esperar e ver como vai ser. Porque o que a TOEI quer fazer é alegrar os fãs antigos e trazer novos seguidores à franquia.

Possível imagem relacionada ao remake do anime
Bishojo Senshin Sailor Moon ou simplesmente Sailor Moon (como ficou conhecido no Brasil), foi uma série publicada entre os anos 1992 e 1997, na revista Nakayoshi. A série é baseada em outra série criada pela autora Naoko Takeuchi, Codename wa Sailor V. Que serve basicamente como um antecessor de Sailor Moon. Além do mangá, a série também ganhou um anime com 200 episódios, que foi lançando no Japão entre 07 de março de 1992 a 08 de fevereiro de 1998. Como a série estava ficando muito famosa, em 1993, acabou ganhando um musical, intitulado Sailor Moon Musical, ou como ficou conhecido entre os japoneses, Sera Myu. O musical durou de 1993 até o inverno de 2005, onde fizeram sua última apresentação. Em 2003, a serie foi adaptada para o formato live action, e recebeu o nome de Pretty Guardian Sailor Moon.


A princípio, Naoko havia pensado em fazer apenas um arco para a história. Mais devido ao grande sucesso que as jovens guerreiras estavam fazendo, os editores pediram para que ela continuasse a escrever. O que acabou totalizando cinco arcos para a série. O primeiro que ela havia feito e pensado em parar, e os outros quatro graças ao pedido dos editores. No mangá, os arcos se dividem da seguinte forma:

• Arco Sailor Moon – Abrange os volumes 01 ao 03 do mangá;
• Arco Black Moon – Abrange os volumes 04 ao 07 do mangá;
• Arco Infinity – Abrange os volumes 07 ao 10 do mangá;
• Arco Dream – Abrange os volumes 12 ao 15 do mangá;
• Arco Stars – Abrange os volumes 16 ao 18 do mangá.
• O volume 11 é um especial chamado Kaguya Hime no Koibito.

Como eu havia dito acima, o anime teve um total de 200 episódios, que foram distribuídos em cinco fases. Cada uma dessas fases é referente a um arco original do mangá:

• Sailor Moon Classic – Os primeiros 46 episódios. Referente ao Arco Sailor Moon;
• Sailor Moon R (Return) – Do episódio 47 ao 89. Referente ao Arco Black Moon;
• Sailor Moon S (Super) – Do episódio 90 ao 127. Referente ao Arco Infinity;
• Sailor Moon SS (Super Senshin) – Do episódio 128 ao 166. Referente ao Arco Dream;
• Sailor Moon Stars – Do episódio 167 ao 200. Referente ao Arco Stars.

Além dos 200 episódios do anime, a série ganhou três longa metragens e um curta animado:

• Sailor Moon R: The Movie;
• Sailor Moon S: The Movie;
• Sailor Moon SS: The Movie;
• Ami-chan no Hatsukoi (curta).

Os brasileiros também tiveram a oportunidade de acompanhar à série na integra. O canal pago, Cartoon Network, exibiu todos os 200 episódios dublados da série. A extinta Rede Manchete foi à primeira emissora a exibir o anime das guerreiras. Alguns anos depois a Rede Record também reprisou a série. As fases Classic e R tiveram alguns de seus episódios lançados em VHS e em DVD pela Flashstar. A fase S foi lançada em DVD em 2011 pela CD&DVD Factory.


A história das guerreiras do sistema solar junta ação, aventura, comédia e romance. Tudo isso envolto ao um ar colegial, que deixa a série um pouco mais leve:

A história narra às aventuras de uma colegial muito “folgada” chamada Usagi Tsukino, que encontra uma gata falante chamada Luna, que prediz para ela, que o mundo pode ser atacada pelo Reino Escuro, que já havia aparecido uma vez, há muito tempo atrás, mas que havia sido destruído pelo reino da lua, cujos poderes ficaram dormentes, porém agora despertados para defender a Terra contra as coisas ruins que estão para chegar. Então ela e vários de seus amigos se juntam nessa batalha. Usagi passa a lutar assumindo a identidade de Sailor Moon e com o progresso dos capítulos, ela vai aprendendo cada vez mais sobre os inimigos e como enfrentá-los da força maligna que eles estão enviando.

Agora que já fiz um apanhado geral a respeito da série, finalmente vamos falar sobre o live action. Pretty Guardian Sailor Moon foi ao ar no Japão entre 04 de outubro de 2003 e 25 de setembro de 2004, nas redes TBS e CBC, tendo um total de 49 episódios e dois especiais. A trama da adaptação foi baseada no primeiro arco da original do mangá. Como é uma adaptação, algumas alterações na história foram feitas. Uma delas é o fato da história focar mais um lado sentimental das guerreiras e mostrar suas conexões com o passado. Outro é o fato de Luna, a gata que Usagi tem de estimação, poder se transformar em uma humana.


Conta à história de Usagi Tsukino, uma garota de 14 anos, que ao encontrar a gata Luna, ganha o poder de se transformar em uma bela guerreira com poderes místicos, Sailor Moon. Depois pouco a pouco ela vai encontrando suas companheiras, Ami Mizuno (Mercury), Rei Hino (Mars), Makoto Kino (Jupiter) e Minako Aino (Sailor V/Venus). Juntas elas irão procurar a princesa da Lua, Serenity, e o sagrado Maboroshi no Guinzoshou. Contando com a ajuda de Tuxedo Mask, elas irão ter de lutar juntas contra a maligna organização das trevas Dark Kingdom, composta pelos 4 Shitennou, Queen Beryl e Queen Metallia.

Graças aos efeitos especiais usados na série e as lutas, Pretty Guardian Sailor Moon é considerado um Tokusatsu. Gênero que usa de efeitos especiais para criar cenas de ação e fantasia.

Agora chegou um dos momentos que eu mais gosto. A hora de falar um pouco sobre cada personagem e o ator que o interpreta. Como são vários personagens, darei mais enfoque aos que são mais importantes para a trama.

Usagi (Serena) Tsukino/ Sailor Moon
É a personagem principal da série. Uma estudante folgada, atrapalhada, porém que preza muito à amizade e tem um coração de ouro além disso, é dona da gata Luna, a responsável por entregar a garota o broche para que ela se transforme em Sailor Moon. A garota é apaixonada por Mamoru (Darien) Chiba, porém não sabe que o rapaz é na verdade o Tuxedo Mask.

Miyuu Sawai é a atriz que interpreta Usagi (Serena) na adaptação. Além de atriz, a jovem ainda é modelo, dubladora e cantora. Com um rosto infantil e uma personalidade contagiante, a jovem conseguiu interpretar o papel cômico da protagonista. Porém uma coisa que chama atenção é o fato da personagem ser loira e Miyu tem o cabelo castanho. Então as longas tranças loiras da protagonista só aparecem quando ela se transforma. Além de Pretty Guardian Sailor Moon, Miyu fez uma participação especial no filme Kamen Rider x Kamen Rider W &  Decade: Movie War 2010, com uma participação especial e participou da versão live action de Space Battleship Yamato em 2010.


Mamoru (Darien) Chiba/ Tuxedo Kamen (Mask)
É o vizinho de Usagi (Serena) e sempre é muito gentil com a garota, o que acabou fazendo com que a mesma ficasse apaixonada por ele e que se tornasse o amor de sua vida. O que ela não sabe é que na verdade o rapaz é o ladrão conhecido como Tuxedo Kamen (Mask). Um famoso ladrão de joias, que depois de alguns encontros com as sailors, acaba se tornando um aliado delas. E por uma grande coincidência do destino, Sailor Moon acaba se apaixonando pelo ladrão.

O ator escolhido para interpretar Mamoru (Darien) foi Jouji Shibue, um jovem ator e modelo japonês. Seu primeiro grande papel foi justamente interpretando Mamoru (Darien), no qual ele fez de forma esplêndida. Depois que terminou a série, Shibue marcou presença em Kamen Rider Hibiki, interpretando o papel de Iori Izumi, o Kamen Rider Ibuki. Logo depois ele volta para reprisar seu papel em Kamen Rider Decade, quando o Rider destruidor de mundos vai até o mundo do Hibiki.


Ami Mizuno/ Sailor Mercúrio
Ami é a amiga mais inteligente de Usagi (Serena). Depois da amiga, é a primeira a se transformar em sailor. Seus poderes são baseados na água. Sonha em se tornar uma grande médica, igual a sua mãe.

Rika Izumi é uma jovem atriz, cantora e modelo japonesa e foi a escolhida para interpretar a sailor do planeta da água. Sua aparência tranquila lembra muito a de Ami. Porém do mesmo jeito que acontece com Usagi (Serena), que tem o cabelo loiro, acontece com Ami, que tem o cabelo azul. Em quanto não esta transformada, Ami possui um cabelo castanho e comprido, porém quando se tora uma sailor, seu cabelo vira azul e encurta drasticamente. Em 2011, fez uma participação especial na adaptação para live action de Paradise Kiss, no qual pode se reencontrar com sua antiga companheira de elenco Keiko Kitagawa.


Rei Hino/ Sailor Marte
Rei é uma jovem sacerdotisa que estuda em um colégio particular só para garotas. Forte, decidida e às vezes arrogante, ela adora incomodar Usagi (Serena), mais no fundo são boas amigas. Logo depois de Ami, é a segunda a virar uma sailor. Sailor Marte. Seus poderes são baseados no fogo.

Keiko Kitagawa é uma jovem atriz japonesa que ficou conhecida após interpretar a personagem Rei Hino, a Sailor Marte na adaptação do anime/mangá. Por serem parecidas e terem o cabelo comprido, ficou mais fácil para Keiko assumir o papel. Keiko também participou da adaptação para live action de Paradise Kiss, na qual interpretou a personagem principal e fez uma participação especial no filme Velozes e Furiosos 3: Desafio em Tóquio, no papel de Keiko.


Makoto Kino (Lita)/ Sailor Júpiter
Makoto é a mais alta e a mais conflituosa do grupo. Mora sozinha, já que perdeu os pais em um acidente de avião. Devido a isso, teve que aprender a se virar, acabou se tornando uma ótima cozinheira. Seu planeta regente é Júpiter, se transformando na Sailor Júpiter. Seus poderes são baseados no trovão, luz, céu e madeira.

Myuu Azama é uma jovem modelo e atriz japonesa. Ele interpreta Makoto Kino, a Sailor Júpiter, na adaptação para live action da série. Carismática e alegre, Myuu conseguiu capturar o estilo de ser de Makoto, o que deixou seu desempenho muito bom.


Minako (Mina) Aino/Sailor V/ Sailor Vênus
Antes de fazer parte do grupo das sailors, Minako (Mina) agia sob o disfarce de Sailor V. Uma heroína que protegia a cidade. Depois de se juntar as sailors, se tornou a Sailor Vênus, guerreira do amor e da beleza. Junto com ela, sempre está seu gato Artemis.

Ayaka Komatsu além de ser modelo e atriz, ainda é cantora. Ela que interpreta Minako (Mina) na adaptação de Sailor Moon. Devido ao fato da atriz ser cantora, sua personagem, no live action, também é uma famosa cantora pop. Essa é uma das diferenças entre o anime e o live action.


Luna e Artemis
Luna e Artemis são os gatos que acompanham Usagi (Serena) e Minako (Mina). No decorrer da série, eles acabam tendo um relacionamento e tem uma filha, que é mostrada só no anime.


Uma diferença que tem no live action é que Luna assumi uma forma humana e vira a Sailor Luna, interpretada pela atriz e cantora Rina Koike. Logo depois de trabalhar na adaptação de Sailor Moon, Rina foi participar da série Kamen Rider Kiva, na qual interpretou a personagem Shizuka Nomura.


Assim termina a parte referente aos personagens centrais da trama. Porém não pense que acabou por aqui... Ainda tenho mais algumas coisas guardadas.

Curiosidade a respeito de Sailor Moon:

• O mangá de Sailor Moon nunca foi publicado oficialmente no Brasil, mas, em 1996 foram lançadas revistas com histórias inspiradas no anime;
• No episódio 17 de Excel Saga, a personagem Excel cita o famoso bordão "Tsuki ni kawatte oshokyou" (Em nome da Lua, vou castigar-te!) em alusão à personagem Sailor Moon;
• A autora Naoko Takeuchi é casada com Yoshihiro Togashi, criador de Hunter x Hunter e YuYu Hakushou.

Crítica do autor:

Do mesmo jeito que fiz em Space Battleship Yamato, também direi o que acho a respeito da adaptação de Sailor Moon. Acho que quando termos que dizer os pontos negativos de uma série, isso tem que ser feito de uma forma bem verdadeira. E não ficar com medo de passar a mão pela cabeça.

No caso do live action de Sailor Moon, direi realmente o que acho sobre. Apesar de ser um grande fã do anime, essa adaptação não me agradou. Não digo em relação à história, já que ela seguiu o enredo do primeiro arco do mangá. Falo em relação à caracterização dos personagens e os efeitos utilizados.

Um dos favores que mais me desagradou, e que normalmente acontece com animes que sofrem adaptação para live action, é o fato do cabelo de duas personagens. Quando um anime sofre adaptação e o personagem tem cabelo colorido, eles fazem questão de deixar o cabelo do personagem escuro. Acho isso desnecessário, já que o cabelo é um dos pontos chaves do personagem. No caso de Sailor Moon, é referente à própria Usagi (Serena), que no anime tem o cabelo totalmente loiro, e no live action, ela é morena, ficando loira apenas quando se transforma. E, diga-se de passagem, usando uma peruca de uma qualidade não muito boa. Outra personagem é Ami, a Sailor Mercúrio, que no anime tem o cabelo azul. Já no live action, o cabelo dela também moreno e grande. Quando se transforma, o cabelo encurta drasticamente e fica azul. Realmente quero tentar entender qual é o problema dos japoneses em pintarem o cabelo para interpretar um personagem, ou usarem uma peruca realmente boa.

Deixa a questão do cabelo de lado, outra coisa que me chamou atenção e aqui que chamou atenção da maioria dos fãs foi à computação usada para criar a gata Luna. Eu realmente fiquei assustado quando ela apareceu, porque primeiro ela é um uso (com pelúcia de cores diferentes), quando ela começa a se mexer, entra a computação gráfica (que torna mais evidente as cores diferentes da pelúcia). Eu realmente sou contra usarem animais em filmes. Mais nesse caso seria muito melhor.

Se me perguntarem se eu recomendo esse live action... Sinceramente digo que não. Mais isso vai de cada pessoa. Não posso falar do gosto dos outros, só dos meus.

Bem pessoal... Tudo que é bom acaba pouco. Espero que tenham gostado da matéria. Sei que ficou um pouco grande, mais foi realmente necessário. Já que fiz uma abordagem ampla da obra.

Espero todos aqui na semana que vem!
Até mais!

Você também pode gostar